Josias Pereira
@josiaspereira
18/03/21
18h08

Informante

Cruzeiro: 'espião' Felipe Augusto pode ser arma para clássico contra o América

Até pouco tempo, ele estava do outro lado, sendo comandado por Lisca; atacante disputou 40 jogos com a camisa alviverde na última temporada

Felipe Augusto falou sobre expectativa para o clássico de domingo, quando reencontra seu ex-time, o América — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
18/03/21 - 18h08

Até pouco tempo, Felipe Augusto estava do outro lado, no CT Lanna Drumond, defendendo as cores do América. Ele, como o próprio Felipe Conceição, conhecem bem o adversário que aguarda o Cruzeiro no próximo domingo, às 16h, no Independência, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. Felipe Augusto talvez ainda mais por ter sido comandado por Lisca, treinador que mudou o perfil do Coelho no ano passado, levando o time alviverde a grandes proezas, como o acesso e a semifinal da Copa do Brasil. 

Será um duelo de times com momentos distintos. Enquanto um trabalho vem sólido, inclusive com o América ocupando a vice-liderança do Estadual, o Cruzeiro se ajusta e celebra ter sido beneficiado com uma semana de treinamentos para poder chegar em ponto de bala para o primeiro grande desafio do ano. 

"Domingo a gente tem mais um jogo importante, é um clássico, contra uma equipe que já tem um trabalho bem consistente, mas a gente também está trabalhando aqui nesta semana. O professor aproveitou para também intensificar o nosso trabalho, para também evoluirmos. Acho que vai ser um grande jogo, como todo clássico é. E estamos trabalhando para sair vencedor desta partida", declarou Felipe Augusto. 

O atacante está envolvido em uma disputa ferrenha pelo ataque estrelado, com múltiplos atletas podendo ser utilizados. Inclusive, Felipe voltou a ser escalado entre os 11 contra o Athletic. Ele destacou o que considera como a força do elenco. Na verdade, além de peças, o time precisa muito mais que as finalizações criadas, sejam convertidas em gol, coisa que o Cruzeiro vem pecando bastante. São necessárias 17 finalizações para que a bola encontre as redes adversárias. Algo que uma semana de treinamentos pode auxiliar no aprimoramento. 

"Como o professor mesmo falar, todos os atletas são importantes e é bacana isso. Todo mundo está se preparando para quando tiver oportunidade, como eu disse uma vez, poder ajudar. Isso é importante dentro de um grupo, ter um elenco forte, preparado para dar conta do recado", observou o atacante.

Felipe Augusto chegou ao América em janeiro do ano passado, uma indicação do próprio Felipe Conceição que sairia do time pouco tempo depois para assumir o Red Bull Bragantino. Com Lisca no comando, Felipe Augusto foi titular no Mineiro e em parte da Copa do Brasil. Apesar disso, acabou virando reserva na disputa da Série B, sendo opção imediata a Felipe Azevedo. O jogador encerrou a temporada com a camisa do Coelho com quatro gols marcados em 40 jogos. 
 

 

 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000