Josias Pereira
@josiaspereira
17/01/21
08h30

Não estão captando

Cruzeiro: Felipão diz que até três jogadores estão tendo atuações preocupantes

Comandante não citou nomes, mas ressaltou falta de qualidade e dificuldades de atletas da Raposa

Felipão atentou para a qualidade técnica muito aquém do time estrelado — Foto: Igor Sales/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
17/01/21 - 08h30

Após a derrota para o Juventude por 1 a 0, em partida realizada na noite desse sábado (16), em Caxias, no Alfredo Jaconi, o técnico Luiz Felipe Scolari deu uma declaração curiosa sobre o desempenho do time. Em entrevista coletiva, o comandante estrelado destacou que até três atletas vêm tendo atuações muito preocupantes. O comandante, obviamente, não quis citar nomes. 

"Estamos tentando tirar (mais do time), fizemos trabalho toda a semana, trabalhos com afinco, correção, ensinamentos, mas ensinamentos, às vezes, não tão captáveis assim, principalmente para dois, três jogadores, que têm tido atuações que deixam a gente muito preocupados. Acontece um erro, porque, até os 20 minutos, o Juventude não tinha uma bola dominada. Tivemos um deslize no lado esquerdo e tomamos o gol. Não estou entregando nada, não estou fazendo nada diferente do que fazia. Apenas que estou tentando acrescentar algo, que será um pouco mais difícil para alguns jogadores esse ano e, quem sabe no futuro, para esses jogadores", declarou Felipão, em contato com à imprensa. 

O treinador não quis expor nomes, mas falou do lance do pênalti cometido pelo jovem lateral-esquerdo Matheus Pereira. De acordo com Felipão, aquele foi um lance estudado e alertado. 

"Penso que o domínio de jogo foi do Cruzeiro, mas não tivemos qualidade no passe final, no cruzamento final, na finalização. Mas o domínio foi todo do Cruzeiro, desde o início do jogo, até quando sofremos o pênalti, em situação altamente estudada, falada. Acho que foi um dos bons jogos do Cruzeiro, mas somente tivemos isso, arremate final. Por causa disso, não conseguimos fazer o nosso gol", anallisou Scolari. 

Com 44 pontos, o Cruzeiro volta a jogar na próxima quarta-feira (20), às 21h30, quando encara o Operário, no Independência, pela 36ª rodada. Na visão de Scolari, a questão emocional não é um problema que afeta o Cruzeiro neste momento. Mas, sim, a qualidade. 

"Emocional poderia prejudicar mais, quando tínhamos chances. Não temos chance mais de classificação, só de fazer bom campeonato até o final, sair do sufoco da Série C, que estamos enfrentando desde a chegada, melhoramos e depois voltamos. E, muitas vezes, não é o emocional, muitas vezes é a qualidade final. Temos que aprender tudo com isso para não cometer os erros. Só isso", concluiu o comandante.

 

 

 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000