Rodrigo Rodrigues
@rodrodgs
20/10/21
07h15

Dupla função

Cruzeiro: grupo estrelado ressalta papel de Luxemburgo nos bastidores

Em sua terceira passagem pela Toca II, treinador tem atuado fora de campo para contornar os problemas provocados pela crise financeira e "acalmar" os jogadores

Eduardo Brock exalta o papel de Luxemburgo na Toca — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Rodrigo Rodrigues | @rodrodgs
20/10/21 - 07h15

À medida que o técnico Vanderlei Luxemburgo foi atingindo elevado nível na carreira, com grandes trabalhos e títulos importantes, alguns profissionais que conviviam com ele naquele tempo declararavam, em tom crítico e muitas vezes jocoso, que o treinador estava deixando de lado seu principal atributo, que é o trabalho de campo e a montagem de grandes times, para assumir, informalmente, o papel de dirigente ou "manager", como o próprio costumava pronunciar.

Em sua terceira passagem pelo Cruzeiro, querendo ou não, caiu no colo de Luxemburgo a missão de se dividir entre o treinador e o "diretor". Aos 69 anos, tendo vivido as inúmeras facetas do futebol, é assim que ele tem tentado apagar os múltiplos focos de incêndio que surgem na Toca II a cada dia. Ele convenceu os jogadores, por exemplo, a adiar a greve de três dias deflagrada na última quinta-feira (15). 

"Desde o dia em que ele chegou aqui, é um cara com um peso e importância enormes. É uma pessoa que até hoje nos ajudou demais em todos os aspectos. Não só dentro de campo, mas na parte externa. Ele consegue cuidar de todos e nos blindar.  O nome Luxemburgo é gigante, pesado e nos ajuda bastante nesses momentos. Tenho certeza de que a importancia dele para todos, não só jogadores, mas para o clube todo, o Cruzeiro em geral, é gigante. Ter um Luxemburgo no comando da  equipe é de suma importância e um ponto muito positivo nesta caminhada", analisa o zagueiro Eduardo Brock.

Na partida de sexta-feira (22) contra o Avaí, às 21h30, na Ressacada, pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Luxemburgo não estará no comando da Raposa no banco de reservas, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Contudo, Brock minimiza a ausência do comandante em campo e exalta o entrosamento de toda a comissão técnica.

"É importante ter o Luxemburgo ali, com sua  inteligência e experiência, mas ele traz uma comissão de muita qualidade. O Maurício (Copertino) tem enorme experiência também, juntamente com o Belletti, com a comissão em geral. Acho que eles conseguem suprir a  ausência muito bem. Pode ter certeza de que a gente vai olhar para o banco de reservas e ver uma pessoa com uma experiência muito grande. É isso que importa e estaremos ali com um único objetivo, jogando da maneira que o Luxemburgo quer", ressalta Brock.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000