Da redação
@otempo
27/09/21
20h19

Nas redes sociais

CSA repudia racismo e torcedores do Cruzeiro recordam post homofóbico e misógino

Clube alagoano se manifestou sobre injúrias raciais cometidas contra o atacante Iury Castilho após a vitória no Independência

Cruzeiro x CSA no Independência — Foto: Cruzeiro x CSA no Independência
Da redação | @otempo
27/09/21 - 20h19

O CSA utilizou suas redes sociais nesta segunda-feira (27) para se manifestar sobre as injúrias raciais cometidas por torcedores do Cruzeiro ao atacante Iury Castilho, autor de um dos gols do time alagoano na vitória sobre a Raposa por 2 a 1, em jogo realizado no Independência, no último domingo. 

O clube pediu que os responsáveis sejam punidos, destacando ainda que a luta contra o racismo é uma das bandeiras do clube. O CSA recordou o apoio dado ao atleta Celsinho, do Londrina, que sofreu ataques racistas em partida contra o Brusque. O clube catarinense foi penalizado com a perda de três pontos na tabela de classificação da Série B, além de ter sido multado pelo STJD. 

"O Maior de Alagoas repudia os ataques racistas sofridos pelo atleta Iury Castilho, através das redes sociais. Não há espaço para atitudes como essas, pois estamos sempre lutando para que casos assim não acontecem mais e que os responsáveis sejam exemplarmente punidos", escreveu o clube alagoano. 

"Essa deve ser uma luta diária e de todos nós. Continuaremos almejando a tão sonhada transformação em busca de mais respeito e igualdade. A dignidade e o caráter de alguém jamais deve ser diminuída em virtude da sua raça. Somos um país múltiplo, que não pode ser omisso em situações como essa. Episódios assim mancham o futebol e a sociedade em sua totalidade, pelo viés racista e ofensivo à dignidade da pessoa.Recentemente, passamos uma mensagem de apoio ao atleta Celsinho, do Londrina, que também foi vítima de desse preconceito odiento. Temos orgulho em carregar, em um dos mantos, a frase “Diga não ao racismo”', acrescentou o CSA em nota oficial. 

O clube alagoano encerra o comunicado pedindo punições aos racistas e que os ataques não representam a torcida cruzeirense. 

"O futebol é uma arma para transformações de pessoas, e o CSA segue em busca disso. Esperamos que todos os racistas sofram punições severas até que isso acabe. Futebol é paz, amor e alegria. E temos a certeza que esse ato não representa a torcida do Cruzeiro, que em sua maioria absoluta prega pelo respeito e combate ataques discriminatórios", concluiu o CSA. 

Os torcedores do Cruzeiro, por sua vez, aproveitaram a postagem do clube alagoano para também criticar o posicionamento que as redes sociais do adversário tomaram ontem, quando publicaram uma música em resposta à confusão pós- jogo. O teor da mensagem foi homofóbico e também misógino, conforme apontaram múlitplas mensagens encaminhadas à publicação dos alagoanos. 

https://twitter.com/HarrisonDSCamp2/status/1442270134643662848?s=20

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000