Recuperar Senha
Fechar
Entrar
Gilvan de Pinho Tavares
Gilvan quer ver o plantel da Raposa mantendo o mesmo nível para permanecer na onta da tabela do Campeonato Brasileiro
Foto: LÉO FONTES/O TEMPO
Enviar por e-mail
Imprimir
DA REDAÇÃO | @SUPER_FC
29/08/13 - 17h16

Com vasta bagagem no futebol, mas em seu primeiro mandato como presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares tentou explicar a derrota por 1 a 0 para o Flamengo, que culminou com a eliminação da Raposa na Copa do Brasil, na última quarta-feira, no Maracanã. 

Na visão do dirigente, a “inexperiência” do ataque celeste e a pressão do jogo foram pontos cruciais para que os cruzeirenses deixassem para trás o sonho do pentacampeonato no torneio.

”Se for observar bem o jogo, a bola nem chegava ao ataque. A bola estava queimando no pé dos jogadores, muitos errando passes de dois, três metros, exatamente pela pressão do jogo. Se tivéssemos jogadores mais experientes, tenho certeza que não tinha acontecido e haveria o equilíbrio que faltou ontem (quarta)”, avaliou em entrevista à Rádio Itatiaia.

Pressão

O Maracanã lotado, com mais de 50 mil flamenguistas, também foi, na visão do presidente, “peso” na eliminação estrelada. Por isso, Gilvan aguarda ansiosamente pela entrada de Júlio Baptista e o retorno de Dagoberto ao time

“Lá no Rio, com aquela pressão da torcida, estádio lotado, achei que pesou muito a falta de experiência do time, principalmente no ataque. Nós temos muitos jovens no ataque, por isso estamos ansiosos pela volta do Dagoberto e por isso contratamos o Júlio Baptista, são jogadores que podem dar este equilíbrio que faltou ontem ao Cruzeiro”, completou.

Como não podia ser diferente, o gol sofrido pelo Cruzeiro no Mineirão e as diversas chances desperdiçadas para  “matar o Flamengo”, em casa, foram lembradas e lamenetadas por Gilvan.

“Em Belo Horizonte, se tivesse acontecido como a gente esperava, se tivéssemos feito o placar que merecíamos, poderíamos ter ganho de 2 a 0, 3 a 0, 4 a 0. Fizemos uma partida excepcional e o resultado não foi o ideal”., disse.

Manter luta pelo título 

O mandatário azul e branco, que já havia ressaltado a importância de o Cruzeiro se manter firme na luta pelo título Brasileiro, elogiou o elenco de Marcelo Oliveira. E, ao final da temporada, espera garantir o campeonato nacional.

”Temos um elenco capaz de ganhar a competição (Campeonato Brasileiro). Não vai haver pressão para ganhar, pois futebol pode acontecer qualquer resultado. O que vamos pedir aos jogadores é concentração total para não termos resultados adversos, porque no Brasileiro cada partida é uma decisão. Temos condições de ganharmos o título, um resultado adverso não pode tirar nosso estímulo”, lembrou.
 

avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

Manter o foco

Gilvan avalia eliminação na Copa do Brasil e pede empenho para Cruzeiro ser campeão Brasileiro
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório