Recuperar Senha
Fechar
Entrar
Robinho e Henrique
Robinho e Henrique viraram dor de cabeça para o técnico Mano Menezes
Foto: Montagem/LightPress/Cruzeiro
Enviar por e-mail
Imprimir
Bernardo Lacerda e Thiago Prata | @Superfc
20/03/17 - 13h36

O Cruzeiro perdeu dois jogadores fundamentais para a sequência da temporada. Os meio-campistas Henrique e Robinho sofreram lesões graves no duelo contra o Tombense, no último domingo (19) no Mineirão. O camisa 19 não joga mais no Campeonato Mineiro, enquanto o capitão tem chances remotas de atuar na fase final do Estadual.

Robinho ficará de seis a oito semanas no estaleiro, devido a uma lesão grau 3 no músculo posterior da coxa direita. Isso quer dizer que ele ficará de fora do restante do Mineiro. E também não estará presente nas duas partidas contra o São Paulo, pela quarta fase da Copa do Brasil.

Ainda não estão definidas as datas dos confrontos com o tricolor, mas os dias escolhidos para a realização da quarta fase serão 5, 12 e 19 de abril. Isso reitera o fato de que o meia não reunirá condições físicas ideais de encarar os paulistas.

“O Robinho sentiu uma fisgada muito forte, em um lance de rebote (contra o Tombense). De imediato, pediu a substituição. Avaliamos naquele momento e o reavaliamos nesta segunda. Foi feito um exame de ressonância magnética que mostrou uma lesão de grau três na musculatura posterior. Uma lesão importante que requer um tratamento um pouco mais prolongado. Temos a previsão de cerca de seis a oito semanas para que ele retorne às atividades”, informou o médico do clube, Sérgio Freire Júnior.

Henrique sofreu uma lesão grau 2 no músculo adutor da coxa esquerda e ficará sem jogar por quatro a seis semanas.

“O Henrique, ao término do jogo, informou que sentiu uma dor em um movimento que ele fez, na região dos adutores da coxa esquerda. Também foi reavaliado e manteve-se um quadro de dor. Foi feita a ressonância magnética e constatou-se uma lesão menor que a do Robinho. Uma lesão grau dois, que também o tira de atividade pelo tempo de cicatrização, que leva em média de quatro a seis semanas”, disse o médico.

Robinho e Henrique atuaram em 11 das 14 partidas que o Cruzeiro fez no ano. O desgaste provocado com a sequência de jogos foi crucial para as lesões aparecerem.

avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

DESFALQUES DE PESO

Henrique e Robinho sofrem graves lesões musculares e viram problema
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório