Josias Pereira
@josiaspereira
06/07/21
20h11

Gravado

'O que eu posso fazer?': reunião vazada no Cruzeiro segue movimentando redes

Áudios mostram diálogos do presidente com torcedores; temas como a expulsão de conselheiros e o apoio de Gilvan estiveram na conversa

Presidente do Cruzeiro segue contestado por torcedores — Foto: Igor Sales/ Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
06/07/21 - 20h11

No último dia 7 de junho, há praticamente um mês, um encontro do presidente Sérgio Santos Rodrigues com membros da torcida cruzeirense aconteceu na WeWork, espaço que vem recebendo o setor administrativo da Raposa após a saída da sede do Barro Preto. Trechos desta conversa seguem reverberando nas redes sociais, com apontamentos do atual presidente em temas polêmicos no trato com a torcida, incluindo protestos e questões administrativas. 

Torcedores que estiveram no encontro foram ouvidos pela reportagem do Super.FC e disseram não saber quem foi o responsável por vazar o conteúdo, mas declararam suas suspeitas de que foi alguma pessoa de dentro do clube, uma vez que há uma 'informação de que o presidente Sérgio Rodrigues gravaria suas conversas por motivos de segurança'. O Cruzeiro foi procurado para falar sobre o conteúdo desta reunião com a torcida, mas não respondeu a reportagem.

Dentre os áudios, está um que tornou-se popular na torcida, que dá conta do presidente falando sobre uma suposta defesa em relação aos protestos 'com tiros'. Mas há ainda um áudio que Sérgio pergunta aos torcedores 'o que ele pode fazer' quando questionado sobre a contaminação que permanece dentro do conselho do clube 

"O clube continua contaminado, as coisas não estão andando, a torcida está desacreditada, as coisas estão estourando em você (Sérgio) e vai continuar [...]", diz um dos torcedores. 

Sérgio responde: "Mas é como eu te falei. O que eu posso fazer?". 

"A comissa já está pronta?", indaga um outro torcedor. 

"Eu te conheci em 2017, e eu posso te dizer com toda a certeza que você não tem mais o mesmo sangue nos olhos de quando você falava comigo naquela época. E eu te falo o porquê. Você colocou o Gilvan do seu lado, um dos responsáveis pelo que está aí. O balanço financeiro do ano de 2015 é um crime, o gasto com o futebol de R$ 150 milhões...", contesta um torcedor ao presidente celeste, que contemporiza. "Ele (Gilvan) não tem cargo nenhum".

O torcedor presente na reunião volta a indagar Sérgio sobre o ex-presidente celeste e o apoio dele à atual gestão. 

"Mas o Gilvan está junto com você hoje ou não está? Várias vezes eu falei com você sobre isso e você defendeu o Gilvan até para mim".

Sérgio questiona a questão dos pedidos de auditoria das contas do ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares. 

"O que eu defendo do Gilvan é o que eles falam: tem que fazer uma auditoria nas contas do Gilvan", declara o dirigente, que recebe mais uma pergunta dos torcedores. "Mas não tem que fazer? Você não acha?".

"Não, porque nós sabemos quem errou", conclui Sérgio Santos Rodrigues. 

De acordo com os torcedores, o trecho específico desta conversa diz respeito à questão dos conselheiros expulsos e que retomaram seu status dentro da agremiação por meio da Justiça.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000