Josias Pereira e Daniel Ottoni
@josiaspereira @dottoni
03/12/20
19h59

Conflito celeste

Presidente tenta entender afastamento de Léo Portela e reforça 'Novo Cruzeiro'

Sérgio Santos Rodrigues lamentou ação recente do deputado contra o Cruzeiro: 'eu não conseguiria ser autor de uma ação em que o clube é reu'

Sérgio Santos Rodrigues foi eleito em maio — Foto: Gustavo Aleixo - Cruzeiro
Josias Pereira e Daniel Ottoni | @josiaspereira @dottoni
03/12/20 - 19h59

Nos últimos dias, o nome do deputado estadual Léo Portela (PL) voltou a ser tema dentro do Cruzeiro, mesmo com ele não fazendo mais parte do clube. Em entrevista ao canal do youtube 'Somos Gigantes', Léo afirmou que, quando fazia parte do Cruzeiro, se deparou com esquema de desvio de verbas na compra de materiais esportivos. A investigação não pôde ir adiante quando chegou no nome de Benecy Queiroz, supervisor administrativo do clube. 

Na Raposa, Léo atuava como superintendente de relações institucionais e governamentais do Cruzeiro, sendo peça importante na candidatura do atual presidente Sérgio Santos Rodrigues, eleito em maio.
Rodrigues admite que estranhou a atitude de Léo, que chegou a ser debatida pelos dois posteriormente.

"Gostaria de saber se aconteceu algo na nossa relação, sempre tivemos uma convivência boa, de até frequentar a casa do outro. Quando ele saiu, resolveu começar a fazer críticas, é algo normal, todos estamos sujeitos a isso. Chegamos a trocar mensagens, ela disse que gosta e acredita em mim, mas que não concorda com algumas situações. Quem sou eu para cercear o pensamento de qualquer pessoa?", pondera o presidente. O Cruzeiro nega qualquer irregularidade e afirma que chegou a fazer uma investigação interna sobre o assunto. 

Rodrigues garante segue não tendo conhecimento do que foi informado pelo deputado. "Aqui dentro, todos somos transparentes, não tem reunião de porta fechada, fazemos e registramos as atas, não tem nada escondido. Eu não sei o porquê destes ataques", garante. 

O presidente também reforça que as portas do clube estão abertas para debates que possam evitar atritos. "Estivemos juntos na votação da reforma do estatuto, quando ele moveu uma ação contra o clube e chegou a comemorar. Porque mover uma ação antes de discutir? Ficar judicializando o Cruzeiro é muito ruim, eu não conseguiria ser autor de uma ação em que o clube é réu. Mas é vida que segue", comenta. 

Sérgio Santos Rodrigues voltou a dar destaque para ações prioritárias para tirar o time da situação complicada fora de campo, com dívidas e pendências. 
"O projeto de um novo Cruzeiro é claro, mostrado por números. Queremos pagar dívidas ao invés de contratar jogadores caros", resume. 
 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000