Daniel Ottoni
@dottoni
30/07/20
15h30

Ano pré-Tóquio

Precaução é palavra de ordem no retorno das atividades paralímpicas do Brasil

Atletas que estão realizando atividades no Centro de Treinamento em São Paulo agradecem pela oportunidade, mas sabem que primeiro momento é de cuidado com a parte física

Atletas estão treinando em formato de rodízio no CT de São Paulo — Foto: Alê Cabral - CPB
Daniel Ottoni | @dottoni
30/07/20 - 15h30

O retorno das atividades do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, faz com que os 22 atletas autorizados tenham uma mistura de alegria e cuidado. A satisfação por poderem voltar a treinar, mesmo em formato de rodízio, é grande, ao mesmo tempo em que algumas prevenções são necessárias depois de tanto tempo de inatividade. 

"Durante a quarentena, todos os atletas foram monitorados, com a prioridade sendo o condicionamento físico e a prevenção de lesões. Esta primeira fase, até o final do ano, será gradual, respeitando a individualidade de cada um. Alguns vão precisar de mais tempo para fortalecer a musculatura, outros já estavam treinando e aproveitaram bem os exercício propostos. A ideia é que todos tenham uma progressão da sua condição", comenta Leonardo Tomasello, técnico-chefe da natação paralímpica.

A ausência de competições torna-se um mero detalhe, com o mais importante sendo retomar uma boa forma física para o momento em que as competições voltarem ao calendário. "Apesar da previsão de não ter competições em 2020, temos que trabalhar todos os dias da melhor forma para chegar bem em Tóquio. O cronograma não pode impedir a forma como devemos treinar", destaca Carol Santiago, campeã mundial de natação.

Os atletas parecem conformados com a realidade de não poder competir, com a certeza de que o rendimento nos treinos podem fazer a diferença na Paralimpíada. "Vou começar os treinos do zero, vou fazer um fortalecimento do começo, sabendo que não terei provas para disputar neste ano. O foco é aproveitar o período para fortalecer o que for preciso, sem lesão, para chegar no pico da condição em 2021. Os treinos terão uma intensidade leve pra moderada e com alguns ajustes vinculados a fisioterapia", projeta Mateus Evangelista medalhista paralímpico do atletismo. Nesta quarta-feira, foi completada uma semana desde que a pista do CT foi liberada para os treinos. A última atividade no local aconteceu em 16 de março. 
 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000