Marco Antônio Astoni
04/09/20
16h15

Templo sagrado

Mineirão completa 55 anos misturando modernidade e tradição

Estádio, que recebeu os maiores craques da história do futebol, será palco de festival de música

Mineirão — Foto: Agência i7/Mineirão
Marco Antônio Astoni
04/09/20 - 16h15

Um dos maiores templos do futebol mundial está em festa. O Mineirão, palco de vitórias homéricas e derrotas trágicas, completa, neste sábado, 55 anos. Inaugurado no dia 5 de setembro de 1965, com um amistoso entre a Seleção Mineira e o River Plate, da Argentina, que terminou com a vitória do time local, por 1 a 0, o estádio já recebeu jogos de algumas das principais competições do mundo, e viu vários dos maiores craques da história desfilarem em seu gramado em suas mais de quatro mil partidas.

Cruzeiro e Atlético já viveram momentos de êxtase e lágrimas no Mineirão. O time celeste conquistou no Gigante da Pampulha a Libertadores de 1997, dois de seus quatro títulos brasileiros e quatro de suas seis Copas do Brasil, além de duas Supercopas dos Campeões e vários torneios regionais e estaduais. O Atlético faturou a Libertadores de 2013, a Recopa Sul-Americana e a Copa do Brasil do ano seguinte no estádio, sem contar duas Copas Conmebol e boa parte dos seus 45 títulos estaduais. Algumas derrotas também fazer parte das memórias afetivas dos torcedores de Galo e Raposa, como a derrota celeste para o Estudiantes, na final da Libertadores de 2009, e o revés atleticano para o São Paulo, na decisão do Brasileirão de 1977. Os capítulos mais tristes da história dos rivais mineiros também foram escritos no Mineirão: os rebaixamentos para a segunda divisão do futebol brasileiro, o do Atlético em 2005, e o do Cruzeiro ano passado.

 

Memórias

 

Pelé, Eusério, Beckenbauer, Platini, Lev Yashin, George Weah, Francescoli, Messi, Garrincha, Sepp Maier, Tostão, Reinaldo, Dirceu Lopes, Toninho Cerezo, Nelinho, Raul, Taffarel, Romário, Zico, Roberto Dinamite, Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, Kaká, Riquelme, Seedorf, Rooney, Maldini e Klose foram alguns dos craques de nível mundial que exibiram seus talentos no sagrado gramado do Mineirão e protagonizaram momentos inesquecíveis.

O estádio também registrou partidas eternas. Em 1976, o Cruzeiro venceu o Internacional, por 5 a 4, pela primeira fase da Libertadores. No mesmo ano, Cruzeiro e Bayern de Munique decidiram o Mundial Interclubes, em um 0 a 0 histórico que valeu o título para os alemães. Em 2013, o Atlético teve sua maior conquista no Mineirão, ao bater o Olímpia nos pênaltis, por 4 a 3, depois de vitória por 2 a 0 no tempo normal. O momento mais marcante do estádio, no entanto, traz péssimas recordações para o torcedor brasileiro. Em 2014, na semifinal da Copa do Mundo, a Alemanha destruiu o Brasil, com indiscutíveis 7 a 1, um show de bola e a sensação de que poderia ter sido mais.

 

Moderno e antenado

 

Mesmo com o passar dos anos, o Mineirão continua esbanjando charme e beleza. Prova disso é que, em comemoração ao 55º aniversário, o estádio vai promover seu primeiro programa de entretenimento, o "Novas Trilhas". O projeto vai contar a história de sete artistas independentes da música, que vão poder exibir seus talentos no palco do Gigante da Pampulha.

Diversos ritmos, como samba, rap, maracatu, reggae, funk e pop serão contemplados pelos artistas Kdu dos Anjos, Júlia Rocha, Coral, Marquim D'Morais, Paige, e a dulpa Clara x Sofia. As apresentações não terão presença de público, por causa da pandemia do coronavírus, mas poderão ser acompanhadas pelo canal do Mineirão no Youtube.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000