FOLHAPRESS
@SUPER_FC
13/04/15
13h24

PAINEL

Liberado de multa, estádio do Palmeiras terá letreiro luminoso

Desde a inauguração do estádio, em novembro, havia um letreiro provisório com a marca da Allianz Seguro

A seguradora paga cerca de R$ 15 milhões por ano para dar nome ao estádio
FOLHAPRESS | @SUPER_FC
13/04/15 - 13h24

Após ter uma multa de R$120 mil revista pela prefeitura de São Paulo e liberado para expor "naming rights", o estádio do Palmeiras terá um novo letreiro luminoso. A WTorre, que administra a arena, está instalando a peça com o nome Allianz Parque.

Desde a inauguração do estádio, em novembro, havia um letreiro provisório com a marca da Allianz Seguros. O painel está sendo substituído por outro que será iluminado à noite. A seguradora paga cerca de R$ 15 milhões por ano para dar nome ao estádio.

Até o início do ano, a prefeitura de São Paulo enquadrava os anúncios como letreiros nos estádios na Lei nº 14.223, conhecida como Lei Cidade Limpa.

No dia 10 de fevereiro, porém, o poder público municipal definiu mudança no enquadramento da lei para arenas esportivas. A resolução nº 019 da prefeitura autoriza a exposição de marcas em casos de estádios que tenham nomes batizados por empresas.

"A utilização de símbolos, marcas, nomes e logos nos imóveis públicos ou privados utilizados como equipamentos esportivos ou culturais, resultante de contrato ou acordo de direitos de nomeação ("naming rights"), será considerado o anúncio indicativo da edificação aplicando-se o disposto nos artigos 13 e 16 da Lei Municipal 14.223 de 26 de setembro de 2006, devendo, nesses casos, ser substituído o anúncio indicativo, se pré-existente", diz a resolução.

O documento deixa claro, porém, que os nomes de estádios só serão aprovados após análise da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana. O órgão da prefeitura é formado por representantes do poder público e membros da sociedade civil, analisa casos relacionados à aplicação da legislação de anúncios, mobiliário urbano e inserção de elementos na paisagem urbana.

Outros estádios que também vierem a comercializar "naming rights" estarão adequados à lei. Em São Paulo, a arena do Palmeiras é a única que já vendeu o nome para uma empresa. Corinthians tenta negociar desde 2010 a venda dos "naming rights" do seu novo estádio em Itaquera.

Escreva um comentário
Comentar

Leia também:

Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000