José Luiz Júnior
@jluiz_junior
22/07/21
10h33

Boa estreia

Olimpíadas: Brasil vence a Alemanha com três gols de Richarlison

Revelado pelo América, atacante brasileiro comandou a vitória do Brasil em Tóquio

Richarlisson marca três e comanda a vitória do Brasil em Tóquio — Foto: CBF Oficial
José Luiz Júnior | @jluiz_junior
22/07/21 - 10h33

Quando se fala em Brasil e Alemanha, a lembrança não é boa para os brasileiros. Mas a seleção olímpica mostrou, na manhã desta quinta-feira (22), que essa história deve ser deixada de lado, mas com ressalvas. Depois de fazer 3 a 0 no primeiro tempo, com três de gols do ex-americano Richarlisson e perder pênalti, com Matheus Cunha, na primeira metade do jogo, o time brasileiro viu os alemães crescerem no segundo tempo e diminuir o placar para 3 a 2. No entanto, após se reorganizar, Paulinho decretou a goleada brasileira por 4 a 2 na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

VEJA OS TRÊS GOLS DE RICHARLISSON

O técnico André Jardine iniciou o jogo no tradicional 4-3-3. Explorando bem as laterais do campo, com Guilherme Arana, do Atlético, e Daniel Alves, o Brasil massacrou os alemães desde os minutos iniciais de jogo. Na linha de frente, Richarlisson bagunçou a defesa adversária que foi obrigada a trabalhar muito. No segundo tempo, o jogo mudou e os alemães cresceram na partida, obrigando os defensores do Brasil a trabalhar tudo que não tinham trabalhado no primeiro tempo.

A estreia brasileira poderia ter sido mais tranquila, se não fosse o pênalti perdido por Matheus Cunha, ainda no primeiro tempo de jogo. Certamente, a seleção brasileira jogaria mais tranquila e poderia evitar o susto que levou após com os gols de Amiri Nadiem e Ache Ragner, que colocaram os alemães de volta no jogo. Apoiados na experiência de Daniel Alves, o time brasileiro se organizou, manteve a segurança e administrou a partida, mas, antes do apito final, Paulinho, que entrou no lugar Antony, fez o quarto gol do Brasil, o que impediu a Alemanha de reagir. Final, Brasil 4 a 2 .

A seleção do Brasil volta a campo no domingo (25), às 5h30 (de Brasília), quando enfrenta a Costa do Marfim, pela segunda rodada.

O jogo
Logo aos 7 minutos, o ex-americano avançou em velocidade pela direita e chutou forte na entrada da área. Ele mesmo aproveitou o rebote e fez o primeiro gol do Brasil. A seleção brasileira seguiu sufocando a Alemanha, que pouco pressionou a meta brasileira no primeiro tempo. O segundo gol saiu após o atleticano Guilherme Arana colocar a bola caprichosamente na cabeça de Richarlisson, que mandou uma pedrada, sem chance para o goleiro alemão. Jogando solto e com muita velocidade, o atacante brasileiro avançou pela esquerda, entrou na área, deu um corte o zagueiro alemão e bateu cruzado para fazer o terceiro dele e do Brasil.

Os alemães poderiam ter ido para o vestiário a goleada ainda mais, se não fosse o goleiro Mueller, que defendeu a cobrança de pênalti de Matheus Cunha, aos 47 minutos.

No segundo tempo, o Brasil seguiu pressionando, mas foi a Alemanha que assutou os brasileiros. Aos 11 minutos, Amiri Nadiem aproveitou a sobra de bola e chutou de fora na área. O goleiro Santos perdeu o tempo do quique da bola (3 a 1). O time alemão ganhou confiança e diminuiu a diferença com Ragnar Ache, que cabeceou a bola de forma fulminante, sem chances para Santos. O Brasil acendeu o sinal de alerta, buscou maior concentração e tentou se organizar, até que Paulinho, que entrou no lugar de Antony decretou a vitória brasileira, com um golaço, aos 50 minutos do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA
Brasil  X Alemanha
Motivo: 1ª rodada da grupo D - Jogos Olímpicos de Tóquio

Local: Estádio Internacional de Yokohama
Data: quinta-feira, 22 de julho de 2021
Árbitro: Ivan Barton (El Salvador)
Assistentes: David Tmoran (El Salvador) e Zachari Zeegelaar (El Salvador)
Quarto árbitro: Georgi Kabakov (Bulgária)

Gols: Richarlisson, aos 7, 22 e 30 minutos do 1º tempo; Paulinho, aos 50 do segundo tempo (Brasil). Amiri Nadiem, aos 11 e Ragnar Ache, aos 39 do 2º tempo (Alemanha). 

Cartão amarelo: Amos Pieper, Maximilian Arnold, Benjamin Henrichs e Jordan Torunarigha(Alemanha); Douglas Luiz (Brasil)
Cartão Vermelho: Maximilian Arnold (Alemanha), aos 17 minutos do 2º tempo

BRASIL: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos, Douglas Luiz, Bruno Guimarães, Claudinho (Malcon), Antony (Paulinho), Matheus Cunha e Rocharlison (Reinier). Técnico: André Jardine. 

ALEMANHA: Mueller, Benjamin Henrichs, Amos Pieper (Jordan Torunarigha), Felix, David Raum, Arne Maier, Anton, Maximilian Arnold, Marco Richter (Eduard Löwen), Max Kruse (Ragnar Ache),  Nadiem Amiri (Cedric Teuchert. Técnico: Stefan Kuntz.

CONFIRA O QUARTO GOL DO BRASIL CONTRA A ALEMANHA

 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000