DANIEL OTTONI
@super_fc
20/09/13
10h17

Tem que ser de ferro

Iron Biker começa hoje em Mariana e promete testar participantes até o limite

Evento de hoje será apenas de apresentação, enquanto sábado e domingo terá maratonas de muito desgaste para os atletas

iron_biker_-_cristiano_qu_3.jpg
Eventos paralelos estão programados para o Iron Biker — Foto: FOTO: Cristiano Quintino / Divulgacao
iron_biker_-_cristiano_qu_5.jpg
Tradicional competição começou em 1993 — Foto: FOTO: Cristiano Quintino / Divulgacao
iron_biker_-_cristiano_qu_2.jpg
Mais de 900 ciclistas são esperados em Mariana — Foto: FOTO: Cristiano Quintino / Divulgacao
iron_biker_-_cristiano_qu_4.jpg
Recepção de Mariana é tão grande que evento já está confirmado para a cidade pelos próximos três anos — Foto: FOTO: Cristiano Quintino / Divulgacao
iron biker
Atletas terão que saber dosar o ritmo para terminar bem os dois dias de provas — Foto: CRISTIANO QUINTINO
DANIEL OTTONI | @super_fc
20/09/13 - 10h17


Por maior que seja o prazer e o paixão pelo ciclismo, não é qualquer um que possui condições de participar do Iron Biker, uma das mais duras e tradicionais provas do mountain bike brasileiro. A competição, que chega à 20ª edição, acontece entre amanhã e domingo, em Mariana, cidade com costuma receber muito bem os competidores e organização.

"Não é a primeira vez que fazemos o Iron aqui e nem será a última. A estrutura e a receptividade da cidade são tão boas que já fechamos para fazer o evento por lá nos três próximos anos. O município oferece tudo que precisamos e é inevitável não se sentir em casa", destaca Gil Canaan, organizador da prova. O esforço de cada um será reconhecido, mas somente caso a prova seja completada. Quem terminar os dois dias, ganham uma medalha que ficará guardada por muito tempo, servindo como prova do feito e motivo de orgulho. Os cinco primeiros colocados de todas as categorias, com exceção das duplas recebem troféus. Os três primeiros que disputarem em dupla também serão agraciados.

O Iron Biker contará com grandes nomes da modalidade, que irão encarar 83km no sábado e mais 51km no domingo. A competição conta pontos no ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo. Ao todo, serão 30 categorias e mais de 900 participantes. Na categoria elite, homens e mulheres partem em busca do prêmio de R$ 3.000,00.

Menos difícil. A dificuldade será grande para todos. No entanto, para incentivar a participação de muitos participantes, a organização deu uma alivada em algumas categorias. Atletas com menos de 18 anos, mais de 50 anos, mulheres e os integrantes da inédita categoria adventure terão que percorrer 'somente', 51km no sábado e mais 33km no domingo. "Esta nova categoria foi um sucesso e todas as inscrições foram encerradas. Sabemos que o ritmo é puxado e é preciso uma
preparação com boa antecedência para completar o trajeto", mostra Gil.

Os tops. As referências que estarão presentes vem de dentro e fora do Brasil. Da cidade, a elite feminina contará com Liége Walter, que terá pela frente adversárias de peso, como Letícia Cândido, bicampeã da prova e a colombiana Angelita Parra, que tem no currículo o título de campeã pan-americana. Outra mineira garantida é Roberta Stopa, de Juiz de Fora.

Entre os homens, a disputa também será acirrada. Róbson Ferreira é tricampeão do Iron e parte em busca do tetra. O norte-americano Spencer Rathkamp, de apenas 19 anos e o suíço Lucas Kaufmann são dois dos estrangeiros que certamente irão incomodar os brasileiros. Os irmãos tchecos Jan e Ondrej Fojtik estavam confirmados por terem ido bem no Iron Bike (competição italiana que tem parceria com o evento mineiro), mas não poderão vir.

Conquista inédita. Quem quer seu primeiro titulo é o mineiro Hugo Prado Neto, que ficou com o vice em 2009, chegando atrás de Róbson Ferreira, que era treinado justamente por ele. "Tudo deu certo para mim, não tive problemas mecânicos, nem pneu furado. Mas tive pela frente algo incontrolável, um concorrente de alto nível que tinha sido preparado justamente por mim. Ele foi uma pedra no meu sapato e fez uma prova impecável", lembra Hugo, que se dá melhor em provas de distâncias maiores.

"Em 2011 e 2012, acredito que eu chegaria em uma melhor posição se a competição fosse mais longa. As minhas características se  encaixam com este tipo de prova. Domingo, por exemplo, serão 53km, um percurso que considero pequeno. Terei que usar o sábado para tentar uma boa colocação", mostra.

Um ponto positivo para o mineiro será a maior distância desta edição. "Aumentamos o percurso e vamos até um distrito chamado Santa Rita Durão, um local muito bonito que ainda não havia recebido a prova", mostra Gil. Segundo ele, a decisão foi baseada no 'feeling ' da organização, que percebe que os participantes, a cada ano, melhoram sua condição física e performance.

Hugo utilizará a prova como treino, já que se prepara para o Brasil Ride, outra competição de alto nível, que acontecerá entre 19 e 26 de outubro na Chapada Diamantina. "Enquanto muitos competidores estão cansados pelo final de temporada, eu estou no auge da forma, já que as provas que foco acontecem agora. Espero que isso conte a meu favor, até mesmo no aspecto psicológico", relata.

Ajuda. Hugo conta com uma importante equipe de apoio para lhe dar suporte em tudo que for necessário. "A ajuda deles é imprescindível. Enquanto eu poderia estar lavando a bicicleta, eles fazem isso por mim para que eu possa descansar. A elaboração de uma estratégia também é feita em conjunto. A recuperação de um dia para o outro é fundamental e essas pessoas colaboram muito para que eu tenha o melhor rendimento possível", elogia.

Eventos paralelos. Para motivar os participantes, a organização preparou duas provas de curta distância. A primeira será o Desafio Monster, que acontece na sexta-feira, no centro histórico de Mariana. "Essa prova vai servir para apresentar o Iron Biker à cidade e aos moradores, já que as maratonas de sábado e domingo passam longe dali", comenta Gil. Serão 2km apenas para os atletas da elite.

No sábado, logo no começo da prova, acontece o Rei da Montanha. Entre dois trechos selecionados pela organização estará o início e fim do desafio. Os atletas da elite não estão incluídos nesta brincadeira, que irá coroar o competidor com melhor desempenho no trecho. O tempo será marcado por GPS, que será dado a cada um dos participantes. "A cada ano, inovamos e sempre vemos outras provas fazendo as mesmas coisas. O Iron Biker serve como referência para outras provas e isso faz da prova uma das maiores do país", comemora Gil.

Chegou a hora dos homens e mulheres de ferro entrarem em ação nas montanhas de Minas. O desafio será pesado e os semblantes a cada pedalada certamente irão mostrar isso.

 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000