Daniel Ottoni
@supernoticiafm
15/02/20
21h12

No pódio

Taubaté fica com o bronze ao bater Bolívar (ARG) em duelo de reservas

Equipes entraram em quadra para esquecer derrota do dia anterior, deixando claro que o pensamento já está na sequência da temporada dentro dos torneios nacionais

Os dois lados entraram em quadra com times reservas, preservando os titulares para importantes momentos que aparecerão em breve. — Foto: Ramon Bitencourt
Daniel Ottoni | @supernoticiafm
15/02/20 - 21h12

Ao mesmo tempo em que muito pouco valia, a disputa do terceiro lugar no Sul-Americano de vôlei, neste sábado (15), era a oportunidade para EMS Taubaté Funvic (SP) e Personal Bolívar (ARG) tentarem terminar o torneio continental de forma mais digna, já pensando na reta final dos campeonatos nacionais.

Jogando no ginásio do Riacho, em Contagem, os times se enfrentaram para abrir o último dia de jogos antes da grande decisão entre Sada Cruzeiro e UPCN (ARG). 

Errando menos e aproveitando as oportunidades de contra-ataque, os brasileiros passaram por 3 a 1 (25/19, 26/24, 21/25 e 25/13) para se despedir de Minas Gerais com presença no pódio. 

Ainda assimilando as derrotas do dia anterior, as equipes entraram em quadra buscando alguma motivação sabendo que o maior objetivo já tinha ficado para trás. 

Talvez o incômodo do time paulista tenha sido ainda maior por ter perdido para o Sada Cruzeiro no tie-break e ver, por mais uma temporada, a chance de estar no Mundial ficar pelo caminho. De toda forma, ficou claro que os treinadores já estavam pensando no retorno pra casa e na sequência da temporada.

Os dois lados entraram em quadra com times reservas, preservando os titulares para importantes momentos que aparecerão em breve. Estrelas como o levantador Uriarte e o líbero Gonzalez, do Bolívar, além do ponta Lucarelli e do central Lucão, do Taubaté, foram meros espectadores, com uma visão privilegiada do duelo. 

Contando com um elenco mais forte, o Taubaté se deu melhor, com número maior de jogadores que poderiam estar atuando no time titular sem muita dificuldade. Destaque para o oposto marroquino Mohammed, mostrando boa variação de golpes e para dois jogadores da seleção brasileira: o ponta Douglas e o central Maurício Souza.

Do lado argentino, o oposto cubano Herrera, um dos poucos titulares mantidos pelo técnico Javier Weber, deu o costumeiro trabalho pela saída de rede, sempre mostrando muita impulsão e uma mão canhota pesada. 

A estratégia do Taubaté era procurar, a todo momento, o ponta cubano León no seu saque. O jogador mostrou inconstância no passe e foi dali que saíram muitos pontos paulistas, em aces ou contra-ataques criados. Depois de sair atrás em um primeiro set mais tranquilo, o Taubaté teve mais trabalho na parcial seguinte, vendo o Bolívar diminuir seus erros. Mesmo assim, o 2 a 0 veio para deixar os paulistas perto do bronze. A reação veio no terceiro set para prolongar o duelo, definido na quarta etapa, quando o Taubaté sobrou em quadra. 

Agora, os times voltam suas atenções para suas respectivas ligas, onde ocupam posições de destaque. O Bolívar é o atual líder do campeonato argentino, enquanto o Taubaté ocupa a vice-liderança da Superliga. 

Escalações:

Taubaté: Carísio, Mohammed, Pétrus, Maurício Souza, Douglas Souza, Renan e Rogerinho. Entraram: Lucão. Técnico: Renan Dal Zotto

Bolívar: Bernasconi, Herrera, Imhoff, Arroyo, Melgarejo, Leon e Weber.

Entraram: Melgarejo, Barrera, Uriarte, Ramonda. Técnico: Javier Weber
Arbitragem: Rocio Huarcaya (PER) e Jose Luis Barrios (ARG)
 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000