Recuperar Senha
Fechar
Entrar
_D4S9616.jpg
Leal parte para novo desafio, agora no vôlei italiano
Foto: Douglas Magno / O Tempo
Enviar por e-mail
Imprimir
Daniel Ottoni | @superfc
06/05/18 - 10h53

Uma despedida para deixar saudades por muitos anos e para fazer a torcida ter a certeza de que o Sada Cruzeiro contou com um fenômeno na sua entrada de rede nas últimas seis temporadas. Não poderia ser de outra forma, a não ser com mais um título de expressão, que o ponta cubano Leal deixaria o maior time brasileiro de todos os tempos. Leal, na premiação, foi eleito o melhor jogador de toda a Superliga. Durante as comemorações, um vídeo no ginásio do Mineirinho emocionou o jogador, que ouviu depoimentos do presidente do clube, Vittorio Medioli e do amigo e companheiro de equipe Simón.

Neste domingo, ele fez sua última partida pelo time celeste, tendo papel fundamental para a conquista do hexacampeonato da Superliga Masculina. Leal está de malas prontas para o Lube Civitanova, que contará com um dos maiores do mundo da posição a seu dispor. Mesmo sem jogar tudo que já mostrou em outros momentos, o jogador conseguiu ajudar como foi possível. 

Até aqui, o privilégio de contar com o jogador, já naturalizado brasileiro, foi do Sada Cruzeiro, que viu Leal fazer estragos nos saques, ataques e bloqueios para impulsionar em conquistas dentro e fora do país. O desejo de muitos foi exclusivo do time celeste, que perde uma das suas principais estrelas que agora vai brilhar do outro lado do Atlântico.

Na sua última partida, contra o Sesi-SP, Leal correspondeu aos chamados, fato que se repetiu por inúmeras vezes durante sua passagem pelo CT do Barro Preto. Quando seu nome foi chamado na apresentação dos times, o Mineirinho atingiu um frisson de gol de placa. Leal sabe bem como é idolatrado e o caminho que precisou percorrer para chegar no nível de poucos que passaram pelo time azul.

Depois de correr o risco de ficar de fora da decisão, após ser denunciado por conduta anti-desportiva na semifinal contra o Taubaté, Leal deixou o incômodo da dúvida para trás para mostrar que a Superliga ficará sem um dos seus principais astros. O que poderia abalá-lo, na verdade o inspirou para deixar perdidas as insistentes marcações.

Mesmo precisando colocar na cabeça que o duelo deste domingo seria apenas mais um na sua carreira, até para não perder o foco, Leal sabia bem que a final da Superliga era diferente e especial. O ponta fez questão de deixar sua marca para que as memórias de sua passagem pelo Cruzeiro fiquem bem vivas, dando aos torcedores a certeza de que os adversários os invejaram nos últimos anos.

Quem tem Leal, tem muito, partindo da garantia de um jogador em quadra que pode fazer a diferença a qualquer momento. Com passe quebrado, bloqueio montado ou defesa bem postada, a chance de virada de bola de Leal é considerável. Com um alcance diferenciado e uma técnica apurada, marca característica dos cubanos, Leal deu ao Sada tudo que poderia. Dando seu máximo a cada jogada, ele não deixou que as expectativas máximas se frustrassem. Leal se vai, mas fica no coração do Sada Cruzeiro e na mente dos torcedores que o viram tão de perto nos últimos anos.

Momentos de destaque de Leal no jogo:

Apresentação dos times: nome de Leal é citado para a torcida gritar muito alto, mostrando gratidão e reverência a quem fez muito pelo Sada Cruzeiro

Primeiro set

4 x 3: virada veio em bola de segunda do ponteiro, que preferiu finalizar o ponto usando da sua força ofensiva

5 x 3: um bloqueio daqueles, de voltar no pé. Leal comemorou muito ao lado de Isac.

16 x 13: Leal sobe mais que o bloqueio para pontuar em momento complicado da parcial

Segundo set

2 x 1: Leal, no simples, para ataque de Alan. O jogador faz questão de fixar o olhar no outro lado da quadra após bola cair no chão.

6 x 8: Leal é acionado do fundo pela primeira vez para diminuir vantagem paulista.

Terceiro set

20 x 18: passe preciso de Leal para Uriarte em momento complicado do jogo.

23 x 21: virada de bola na saída de rede, posição que não é sua especialidade, para deixar Sada perto do 2 a 1.

Quarto set

6 x 9: Leal, novamente, do fundo, ataca bem para diminuir o prejuízo. 

11 x 14: Leal solta o braço no saque para dar trabalho para defesa do Sesi em ponto que terminou a favor do Sada. 

18 x 18: Leal vira bola, explorando o bloqueio, após longo rali.

19 x 19: Leal, de novo, explora bloqueio, após ataque longe da rede 

22 x 22: Leal crava do fundo para empatar o duelo

Quinto set

5 x 1:  Leal afunda o chão paulista após Sesi não aproveitar sequência de contra-ataques. 

7 x 5: Leal recupera bola com pé antes de receber levantamento de Isac para usar o bloqueio e pontuar. 

9 x 8: De novo, do fundo. Leal ataca bem para desafogar a pressão.

15 x 15: Leal recepciona e recebe do fundo.  Ele ataca na quina da quadra, mesmo desequilibrado. 

18 x 17: Leal explora o bloqueio para deixar o time a um ponto do título!

Números de Leal pelo Sada Cruzeiro

3 Mundiais

5 Superligas

3 Supercopas

3 Sul-americanos

2 Copa Brasil

6 Estaduais

Prêmios individuais

1x melhor jogador do mundial

2x melhor ponta do mundial

3x melhor ponta do Sul-Americano

Melhor atacante da Superliga 3x


 

avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

Vai deixar saudades

Eternizado na história do Sada, Leal se despede com novo título da Superliga
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório