Daniel Ottoni
@dottoni
11/04/21
09h10

'Todos querem atacar'

William precisou 'dosar' Escobar e ter jogo de cintura na distribuição

Cansaço do cubano, ainda sentindo efeitos da Covid, exigiu tranquilidade do levantador para usar outras opções de ataque

William sabia que não poderia sobrecarregar Escobar na saída de rede — Foto: William Lucas - Inovafoto - CBV
Daniel Ottoni | @dottoni
11/04/21 - 09h10

Por mais eficiente que seja o oposto cubano Escobar, a presença do jogador caribenho precisou ser bem administrada neste sábado pelo levantador William. No jogo que colocou o Fiat Minas na final da Superliga masculina de vôlei, William sabia que Escobar precisava ser acionado na hora certa.

Mesmo com mais de um mês após estar recuperado da Covid-19, Escobar segue sentindo os efeitos do vírus, sentindo, ainda, falta de ar e cansaço. Tal situação fez William usar o seu 'virador de bolas' nas horas mais importantes, precisando recorrer à sua experiência para equilibrar a distribuição.

"Ele é o nosso matador e, naturalmente, fica sobrecarregado. Mas, com tudo que aconteceu com ele, o cansaço vem mais rápido. Avisei a ele que receberia menos bolas, mas pedi para atacar as que viessem como se fossem a última. A distribuição teve que rodar, dei uma descanso pra ele em alguns momentos", indica William, em entrevista ao Sportv. 

'El Mago' contou com outros atacantes, que corresponderam bem, para equilibrar a armação de jogadas. "Quando se tem pontas como Lazo e Honorato e um central como o Pinta, fica mais fácil. O Gustavão foi bem, principalmente no primeiro set. Tive que ter um feeling junto com eles para saber quem estava bem e fico feliz que deu tudo certo", comemora. 

'Fominha'

Com o cubano recebendo menos bolas, William precisou ser assertivo na distribuição. O ponta argentino Lazo foi fazer seu primeiro ponto de ataque somente no segundo set, chegando a cobrar o levantador para receber mais bolas. 

"Ele acabou sendo fundamental em outros setores, falei pra ele ficar tranquilo porque receberia bolas na hora certa. É difícil administrar porque todos querem atacar, é muita vontade. O lado bom é que eles entendem bem, a relação é muito boa", sinaliza. 

O Minas deve fazer o primeiro jogo da final na quarta-feira, com a decisão acontecendo em melhor de três jogos, ainda em Saquarema. 
 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000