Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Mercado

BMG quer ter R$ 10 bilhões no cartão de crédito consignado

Banco nascido em Minas Gerais tem uma carteira de cartão de crédito consignado de R$ 1,7 bilhão

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
BMG0001A0A0A
Afinco. A jornalista Amanda Araújo, superintendente comercial do BMG, trabalha com crédito consignado no banco desde 1999
PUBLICADO EM 30/07/15 - 03h00

Pioneiro e líder no cartão de crédito consignado no país, o Banco BMG – nascido em Minas Gerais em 1930 – está muito otimista diante do potencial de crescimento da carteira do seu cartão de crédito consignado dos atuais R$ 1,7 bilhão para R$ 10 bilhões nos próximos cinco anos. Isso quer dizer que a equipe da jornalista Amanda Araújo, 37, superintendente comercial do Banco BMG, tem muito trabalho pela frente. “O banco é um entusiasta dessa linha de crédito mais barata e acredita muito no volume de operação. Como qualquer banco, a gente visa ao lucro, mas um lucro que seja sustentável, em cima de uma linha de crédito justa e que ofereça condições justas para o nosso público-alvo”, explica a executiva.

Amanda conta que a meta do Banco BMG neste ano para o cartão de crédito consignado era atingir uma carteira de crédito total – que é toda a soma dos limites de créditos emprestados e que ainda tem parcelas que continuam vencendo – de R$ 2,5 bilhões. Mas essa meta foi mudada para R$ 10 bilhões em função da Medida Provisória (MP) 681, que alterou a Lei 10.820 e abriu uma linha de crédito para aposentados e pensionistas do INSS e servidores federais.

Antes, a MP permitia que o público comprometesse até 30% do seu vencimento fixo no consignado, o que passou para 35%, sendo que os 5% foram acrescidos para amortização do cartão de crédito consignado.

Por isso, Amanda diz acreditar muito no produto cartão de crédito consignado como benefício. “A intenção da MP é exclusivamente atingir aquele público que já está endividado no cartão aberto convencional a uma taxa de juros anual superior a 300%, oferecendo para esse público a possibilidade de substituir a dívida mais alta por um compromisso que é descontado em folha, induzindo-o à pontualidade”, afirma a jornalista.

Dentre outras vantagens do cartão de crédito consignado, Amanda informa que a taxa anual de juros é bem mais vantajosa – de 50% ao ano. Além disso, a executiva chama a atenção para o fato de o cartão de crédito consignado não ter anuidade nem fazer consulta ao SPC e ao Serasa.

Clientes. O Banco BMG tem atualmente um volume de clientes em crédito consignado de 1,5 milhão. “Devemos atingir também o usuário de cartão de crédito convencional, por isso devemos ter um potencial de chegar a um número entre 5 milhões a 6 milhões de clientes”, calcula Amanda, baseada no volume de aposentados e pensionistas no INSS.

Negócios
Mudança.
Desde janeiro deste ano, o empréstimo consignado passou a ser feito pelo Itaú BMG Consignado, após a formação de uma joint-venture. O cartão de crédito consignado permaneceu com o BMG.

Juro do consignado é de 3,06%

A superintendente comercial do Banco BMG, Amanda Araújo, conta que a intenção do cartão de crédito consignado BMG é dar crédito barato e democrático. “Quem tem a ganhar são os usuários”, diz.

Amanda informa que o juro mensal do cartão de crédito consignado BMG está em 3,06% ao mês – 10 pontos percentuais abaixo do cartão de crédito convencional, que é de cerca de 15% ao mês.

“A intenção do BMG é conceder um crédito que seja utilizado de forma consciente e responsável. A intenção do cartão de crédito consignado é o combate aos juros altos dos cartões convencionais, o que remete a nossa missão de tornar o brasileiro um tomador de crédito consciente”.

Vantagens
Diferenças entre o cartão de crédito consignado e o convencional:


- Enquanto o cartão de crédito convencional cobra em média 300% ao ano na taxa de juros rotativa – cobrada para quem atrasa a fatura –, o cartão de crédito consignado cobra taxa de cerca de 50% ao ano.

- A adesão ao cartão de crédito consignado é gratuita; os demais cartões convencionais cobram dos usuários alguma tarifa de contratação.

- O cartão de crédito consignado não tem anuidade enquanto os demais chegam a cobrar mais de R$ 250 e, quando isentam, exigem movimentação frequente no cartão.

- O cartão convencional faz consulta de SPC e Serasa, limitando o crédito quando a pessoa precisa dele, enquanto o cartão de crédito consignado não faz isso e dá o crédito para a pessoa liquidar a fatura.

Tamanho e nota
- A carteira de crédito total do Banco BMG é de R$ 7,895 bilhões, sendo que, desses, a carteira de crédito do cartão de crédito consignado do BMG é de R$ 1,7 bilhão

- Devido à melhora significativa nos indicadores do BMG, em 11 de março de 2015, a Fitch Ratings elevou o Rating Nacional de Longo Prazo para A(bra), de BBB+ (bra)

O que achou deste artigo?
Fechar

Mercado

BMG quer ter R$ 10 bilhões no cartão de crédito consignado
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter