Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Mariana

Poesia ao alcance de qualquer um 

Cidade história recebe 1ª Mostra de Livros de Poemas Aldravias

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
B-F3W58
Andreia Leal é uma das responsáveis pelo Movimento Aldravianista
PUBLICADO EM 16/01/16 - 04h00

Abrindo alas para uma das mais conceituadas invenções poéticas brasileiras contemporâneas, o Movimento Aldravista de Mariana realiza a 1ª Mostra de Livros de Poemas Aldravias, em cartaz até fevereiro, na Casa de Arte Aldravista, na cidade histórica mineira.

Criado em 2000 por filósofos, poetas e professores da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), o movimento flerta com o haikai e abrange uma corrente literária que dá preferência à construção de metonímias em detrimento de metáforas, facilitando tanto a produção quanto a leitura de poemas. Em sua formatação básica, todas as letras usadas são minúsculas e não há o emprego de vírgula, para que o próprio leitor construa o sentido do poema.

“A poesia é uma forma de literatura muito difícil de ler. Normalmente está impregnadas de figuras de linguagens, de paradoxos, aliterações. Isso confunde bastante o público de crianças e jovens”, diz Andreia Donadon Leal, diretora de projetos culturais da Aldrava Letras e Artes.

A partir desse norte, o Movimento Aldravista realiza sua primeira feira pública para mostrar parte de seu legado, que envolve até agora a publicação de 35 livros pela Editora Aldrava Letras e Arte, e conta com cerca de cem poetas espalhados entre Brasil, França, Espanha e Portugal. A ideia é contar a história do Movimento Aldravista, como sua importância na formação de estudantes e sua reputação internacional, sendo o responsável por levar o Brasil de volta ao Salão do Livro de Paris, em 2012, após um hiato de 17 anos sem presença tupiniquim no encontro.

“As pessoas poderão fazer um tour pela história da aldravia, nossos conceitos, a acessibilidade à poesia, oficinas que realizamos em escolas elaborando um livro por ano só com aldravias dos alunos que mais se destacam em nossas aulas. É um serviço completo para quem quer conhecer nossa história”, diz Andreia.

PROJETOS. Além disso, para este ano, o Movimento Aldravista prepara dois lançamentos com distribuição gratuita em Minas Gerais. “Mineralamas” será uma coletânea de 50 poetas mineiros, que vão construir aldravias sobre o meio-ambiente, com previsão de publicação em setembro. A outra obra, “Poema Heróico”, teve financiamento do Ministério da Cultura, e vai fazer uma homenagem ao rio Gualaxo do Norte. A previsão é que a livro seja publicado em maio.

Programe-se

A 1ª Mostra de Livros de Poemas Aldravias acontece até o dia 3/2, na Casa de Arte Aldravista (rua Dom Frei José, 22, Chácara). As visitações são gratuitas, de segunda à sexta, das 10h às 13h, e das 14h às 18h.

O que achou deste artigo?
Fechar

Mariana

Poesia ao alcance de qualquer um 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter