Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Alternativa

Hipnose ajuda a emagrecer combatendo a ansiedade

Técnicas auxiliam na superação de traumas e bloqueios para atingir objetivos

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
0
Vitória. Jane, que conseguiu mudar hábitos, procurou a hipnose depois que um endocrinologista a orientou a procurar um tratamento para a ansiedade
PUBLICADO EM 15/01/17 - 03h00

Controlar o consumo de açúcar era um problema para a arquiteta Letícia Serrano, 31. “Na minha cabeça, era impossível viver sem doce”, conta. Depois de tentar várias dietas, resolveu seguir o conselho de uma amiga e procurou a terapia por hipnose. “Uma amiga me indicou. No começo não acreditei muito na eficiência do processo, mas, indo às sessões, fui percebendo os efeitos positivos”. Hoje, 15 kg mais magra, a arquiteta afirma ter muito mais autocontrole na hora de comer.

O problema de Letícia é o mesmo de milhões de pessoas. Seguir uma dieta ou começar uma atividade física, muitas vezes, são tarefas difíceis. Isso porque não é uma questão apenas de vontade. Vários elementos em nossa mente, como transtornos e traumas, nos bloqueiam para atingir os objetivos. E é nesse sentido que terapias como a hipnose e a programação neurolinguística (PNL) atuam, apresentando bons resultados.

“A hipnose é interessante no controle de peso, pois muitos bloqueios mentais podem impedir que a pessoa siga alguma dieta. No momento do transe hipnótico o paciente é aberto a sugestões que podem remover esses bloqueios e também criar situações mentais que favoreçam o objetivo”, explica Marco Alvim, psicólogo e hipnoterapeuta.

Segundo a psiquiatra e hipnoterapeuta Sofia Bauer, o processo de transe consiste em concentrar as atividades cerebrais na região esquerda do cérebro, deixando o paciente em um estado de relaxamento e foco. “Com técnicas de relaxamento e controle da frequência cardíaca, ajudamos o paciente a mentalizar situações desejáveis, como um corpo saudável, uma vida mais ativa, uma alimentação mais controlada. Também ajudamos o paciente a entender que ele não vai ficar sem comer, que não vai sentir fome, vai apenas se alimentar melhor”, explica.

A técnica em enfermagem e cuidadora de idosos Jane Denise, 46, há seis anos procurou um endocrinologista para tentar perder peso, e ele a aconselhou a procurar uma terapia para tratar a ansiedade. “Eu era muito ansiosa, comia sem regra, achava que doce era meu vício. Se não encontrasse doce, eu comia açúcar puro. E a hipnose me deixou mais calma, diminuiu minha ansiedade. Com isso eu consegui controlar minha alimentação”, relata.

O autoboicote também dificulta o emagrecimento, explica o hipnoterapeuta Marcelo Rocha. “Aquele objetivo alcançado pode promover uma situação em que a pessoa se sinta insegura. Então, subconscientemente, ela começa a trabalhar contra aquilo que poderia ser bom para ela. A hipnose ajuda a acessar essas questões, talvez não percebidas no estado normal”, explica.

Porém, é importante entender que não se trata de mágica nem de milagre. A técnica não faz a pessoa emagrecer do dia para a noite. “Para todo paciente que me procura, eu sempre digo: procure uma nutricionista ou um endocrinologista para que te passem uma dieta e faça atividades físicas. A hipnoterapia vai ajudar o paciente a acessar os bloqueios mentais que o prejudicam na dieta e praticar atividade”, explica Vânia Calazans, hipnoterapeuta.

Reprogramação. No caso da PNL, a mente é vasculhada com o objetivo de se entender como o pensamento e as representações de cada um atuam no comportamento. A técnica também ajuda no controle de peso, pois auxilia o paciente a entender o que faz com que ele não consiga emagrecer, e que, a partir desse autoconhecimento, ele possa reprogramar o pensamento e as emoções para atingir o objetivo.

“A PNL é uma tecnologia do mundo interno da pessoa. A gente busca entender o que se passa, para, a partir desse mapeamento, saber de onde vêm os conflitos. Na prática, a gente reprograma os pensamentos e as crenças para que elas possam agir em prol de um objetivo. Por exemplo, muitas regras geram no indivíduo uma pressão, que gera culpa e ansiedade. A PNL age no sentido de transformar aquele objetivo em prazer, e não em obrigação”, explica Kátia Lima, trainer em PNL do Instituto brasileiro de PNL.

Uma técnica da PNL é a ancoragem, na qual se busca criar associações, como um sabor, um pensamento na mente das pessoas, para que possam acessar quando precisam atingir determinada situação.

Outro ponto fundamental da PNL utilizada para o emagrecimento é o conhecimento fisiológico do corpo. É o que explica Roberto Figueiredo, médico ortoterapeuta e diretor da clínica Biocentro.

“Os sentimentos produzem determinados tipos de hormônios que podem prejudicar ou auxiliar no emagrecimento. A pessoa que vai praticar atividade física com o pensamento de que aquilo é um martírio acaba produzindo o cortisol, hormônio do estresse, abaixando o metabolismo e prejudicando intensamente os efeitos daquela atividade física. É importante auxiliar uma dieta, uma atividade física com mudanças de pensamento”, explica Figueiredo.

Resultados também favorecem o trabalho e os estudos

Os resultados da hipnose e da programação neurolinguística (PNL) vão além do emagrecimento. São tratamentos que ajudam na melhoria da qualidade de vida dos pacientes de forma geral, controlando a ansiedade e a depressão, além de auxiliar no rendimento do trabalho e escolar, entre outras.

A hipnoterapeuta Sofia Bauer afirma que a hipnose pode ser entendida como uma espécie de meditação. “Vários estudos afirmam que uma pessoa em estado de meditação trabalha sua mente em um nível de relaxamento que a torna mais racional e mais focada para aquilo que precisa melhorar”, explica. E assim fez o cabeleireiro Scwenck, que, desde que iniciou o tratamento com a hipnose, utiliza as técnicas de auto-hipnose sempre que necessário. “Hoje sou uma pessoa muito mais focada e dinâmica para aquilo que eu preciso, para minha saúde e qualidade de vida”, conta.

Com a PNL, Ronaldo Siqueira, 52, percebeu que era muito dono da razão e isso o estava prejudicando no trabalho. Ele é presidente de uma cooperativa de crédito e notou que sua forma impositiva de liderar fazia com que as pessoas a seu redor não cumprissem suas determinações. O executivo afirma que o ganho com a PNL foi enorme. “Fiz uma imersão no curso de PNL e passei a me conhecer melhor, a entender como cada sentimento que tinha influenciava minhas ações, e depois passei a planejar do começo ao fim todo objetivo que tinha. Hoje tenho melhores resultados em todas as áreas”, explica.

O mesmo aconteceu com a coordenadora de projetos Luciana Maffra, que por meio da PNL descobriu que uma superproteção que teve na infância, devido a um problema cardíaco, criou um bloqueio mental que a atrapalhava no aprendizado do inglês. “Eu só consegui começar a aprender quando eu perdi o preciosismo de achar que tudo que iria fazer tinha que ser perfeito. Com a PNL eu entendi que eu falaria alguma coisa ou outra errada no começo, mas isso faz parte do processo. Tirei da mente a pressão de se aprender e passei a procurar prazer naquilo”, conta.


Cirurgia bariátrica imaginária teria efeitos na vida real dos pacientes

O transe hipnótico acessa uma parte do cérebro muito voltada à imaginação, que ele não distingue fantasia de realidade. Por isso, o terapeuta pode criar no subconsciente do paciente situações não vivenciadas. Sob essa perspectiva, uma técnica vem sendo procurada nos consultórios de psicoterapia e hipnoterapia: a do “balão”. O que nada mais é que uma simulação feita pelo terapeuta de uma cirurgia bariátrica.

“É uma técnica complexa. Requer um ambiente mais trabalhado, em que simulamos realmente um ambiente cirúrgico, e, por meio da hipnose, é imaginado pelo paciente que um balão gástrico está sendo implantado, como uma cirurgia bariátrica”, explica a hipnoterapeuta Vânia Calazans.

O hipnoterapeuta Marcelo Rocha afirma conhecer a técnica, mas ainda prefere recorrer a outras mais simples e que, segundo ele, também apresentam resultados bem positivos no controle do peso.

Já Marco Paulo Alvim, também hipnoterapeuta, não acredita na eficácia. “Poucas pessoas vão ser suscetíveis à essa técnica. Podem até emagrecer no começo, mas não vão conseguir manter o peso”, contesta Alvim.

FOTO: Uarlen Valerio
a
Objetivo. A trainer Kátia Lima ajudou Luciana Maffra a superar traumas


Onde encontrar

Hipnose e PNL

Clínica Sofia Bauer: (rua Desembargador Jorge Fontana, 408, Belvedere, 31 3286-5235)

Psicólogo e hipnoterapeuta Marco Paulo Alvim: (avenida Raja Gabaglia, 2.708, sala 322, São Bento, 31 99973-9575)

Hipnoterapeuta Marcelo Rocha: (rua Viçosa, 43, 701, São Pedro, 31 99185-3473).

Clínica Biocentro – médico ortoterapeuta Roberto Figueiredo: (avenida do Contorno, 8.000, sala 1.205, Santo Agostinho, 31 3227-6262)

Ibra-PNL: (rua Contendas, 581, Alto Barroca, 31 3372 1308)
 

O que achou deste artigo?
Fechar

Alternativa

Hipnose ajuda a emagrecer combatendo a ansiedade
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter