Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Minas Gerais registrou 11,32 mortes violentas por dia em 2017

Estado teve 4.134 mortes violentas no ano passado

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
polícia
Rondas. Polícia Militar confirmou reforço na segurança na Savassi, mas não informou o efetivo da região
PUBLICADO EM 09/08/18 - 11h28

Minas Gerais teve 11,32 mortes violentas por dia em 2017, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2018. O documento mostra que o Estado teve 4.134 mortes violentas no ano passado. 

Em relação a 2016, o número de mortes violentas teve queda de 5,41% no estado. Em números absolutos, 2016 registrou 4.370 mortes.

A taxa de homicídios registrada no estado no ano passado foi de 19,6 por 100 mil habitantes. Apesar do grande número de casos, Minas tem a quarta menor taxa do país, atrás apenas de São Paulo, Santa Catarina e Distrito Federal.

Latrocínios 

Em Minas Gerais, foram registrados 104 casos de latrocínio, roubo seguido de morte, em 2017, sendo dez em Belo Horizonte. 

No Brasil foram 2.660 casos, sendo que Minas Gerais é o sétimo estado com mais registros. São Paulo lidera com 338.

Lesão corporal seguida de morte 

Foram 66 casos de lesão corporal seguida de morte no estado de Minas Gerais em 2017, contra 60 do ano anterior. Na capital mineira, foram 13 registros.  

O Estado é o segundo com mais registros nessa tipo de crime, atrás do Rio Grande do Norte que teve 301 casos. No Brasil, foram 2460.

Belo Horizonte

Belo Horizonte registoru 570 casos de mortes violentas em 2017 ante 638 casos no ano anterior, queda de 10,66%. 

O total de casos corresponde a 547 homicídios dolosos, 10 latrocínios, 13 lesões corporais seguidas de morte, 37 mortes em decorrência de intervenção policial e uma morte de policial.

O que achou deste artigo?
Fechar

Anuário Brasileiro de Segurança Pública

Minas Gerais registrou 11,32 mortes violentas por dia em 2017
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter