Pesquisa

DATATEMPO: Viana lidera disputa pela PBH, seguido por João Leite e Engler

Levantamento traz cenário apertado e pulverizado, mas com nomes da direita e do centro numericamente à frente

Por Clarisse Souza
Publicado em 09 de abril de 2024 | 06:00
 
 
 

O senador Carlos Viana (Podemos-MG) lidera, numericamente, a corrida eleitoral para a Prefeitura de Belo Horizonte, com 15,9% das intenções de voto, aponta a segunda rodada da pesquisa DATATEMPO a medir os cenários para a disputa deste ano na capital. Em segundo lugar, empatado tecnicamente com Viana, aparece o ex-deputado João Leite (PSDB), com 12,9%, seguido pelo deputado estadual Bruno Engler (PL), que pontua 10,2%.

A margem de erro do levantamento é de 2,83 pontos percentuais para mais ou para menos. O cenário traçado com 13 nomes em uma lista estimulada, na qual os nomes dos candidatos são apresentados aos eleitores, indica que a eleição para prefeito em BH pode caminhar para uma disputa entre figuras mais alinhadas à direita e ao centro. Vale salientar, no entanto, que, ao considerar a margem de erro, o cenário ainda é indefinido. 

Sequência

Em quarto, quinto e sexto lugares, estão o deputado federal Rogério Correia (PT), com 8,8% das intenções; o atual prefeito, Fuad Noman (PSD), com 7,1%; e a deputada federal Duda Salabert (PDT), com 5,9%. 

Segundo a cientista social Bruna Assis, analista do DATATEMPO, os números mostram, inclusive, que um pleito polarizado entre esquerda e direita ainda não deve ser descartado. “A pesquisa revela um cenário de intenções de voto bastante pulverizado entre os candidatos, com empates técnicos em todas as posições”, afirma Bruna. 

Segundo ela, em um cenário em que o senador Carlos Viana e o ex-deputado João Leite estão no primeiro e no segundo lugar, o deputado estadual Bruno Engler disputa a terceira posição com Rogério Correia, Fuad Noman e Duda Salabert. “A proximidade de Engler e Rogério também é refletida nos percentuais de possibilidade de voto dos dois candidatos”, comenta Bruna.

A pesquisa DATATEMPO mostrou que, numericamente, sete possíveis candidatos não chegaram a 3% de intenções de votos. Entre eles está o presidente da Câmara de BH, Gabriel Azevedo, que lançou a pré-candidatura pelo MDB. O vereador atraiu 2,2% das intenções, o que o deixa tecnicamente empatado com outros oito possíveis candidatos.

Metodologia

A pesquisa DATATEMPO fez 1.200 entrevistas domiciliares entre 26 e 30 de março. A margem de erro é de 2,83 pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi contratada pela Sempre Editora e o registro no TRE-MG é 02336/2024. 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!