Aviação comercial

Companhia aérea estuda voltar com os voos da Pampulha para Santos Dumont

Após determinação do Ministério de Portos e Aeroportos, Confins não vai mais operar voos para o Aeroporto Santos Dumont, tornando o Aeroporto da Pampulha uma possibilidade viável

Sex, 11/08/23 - 18h12
Aeroporto da Pampulha | Foto: Alexandre Mota

Após o Ministério de Portos e Aeroportos anunciar que o Aeroporto Santos dumont, no Rio de Janeiro, não poderá receber mais voos de aeroportos internacionais - como o de Belo Horizonte, em Confins -, companhias aéreas passaram a estudar a possibilidade de usar o aeroporto da Pampulha para a ponte aérea. Uma delas é a VoePass, que pretende retomar os voos comerciais, desativados desde 2018 no local.

“A VOEPASS Linhas Aéreas informa que está estudando estruturar operações próprias entre os aeroportos da Pampulha e Santos Dumont, retomando a antiga ponte aérea Regional”, informou a companhia em nota.

Voos no Santos Dumont

De acordo com a resolução assinada pelo ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, as operações no Santos Dumont devem ser planejadas observando a distância máxima de 400 quilômetros de seu destino ou origem, em aeroportos de voos domésticos.

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, fica a menos de 400 km de distância, mas não poderá mais ter voos para o Santos Dumont por ser um terminal internacional, segundo o ministério. Com isso, o aeroporto da Pampulha se tornou uma possibilidade para as companhias.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.