Tecnologia

Ônibus de São Paulo vão aceitar cartões de crédito e débito

Pagamento também poderá ser feito por celular ou pulseira inteligente; projeto-piloto começa com as bandeiras Visa, Mastercard e Elo

Qui, 12/09/19 - 21h23
Pagamento da passagem com cartão será feito por aproximação, como já acontece hoje com o bilhete único

A partir da próxima segunda-feira (16), os paulistanos poderão pagar suas viagens de ônibus com cartão de crédito, débito e pré-pago que tenham a tecnologia de pagamento por aproximação (NFC, na sigla em inglês). Também serão aceitos relógios, pulseiras ou adesivos que que tenham a tecnologia NFC e pagamento por celular. Inicialmente, o sistema aceitará as bandeiras Mastercard, Visa e Elo.

O projeto-piloto será realizado em 200 veículos de 12 linhas, que atendem cerca de 2,9 milhões de passageiros por mês. A operação é semelhante à realizada com o bilhete único que já funciona hoje, bastando aproximar os cartões ou os aparelhos do validador da catraca. As máquinas nos coletivos estão adaptadas para ler esses novos meios de pagamento.

A tarifa também é a mesma, de R$ 4,30. No entanto, o usuário não poderá fazer a integração gratuita, um direito de quem usa o bilhete único. Segundo o secretário de Mobilidade e Transportes de São Paulo, Edson Caram, o objetivo é substituir os pagamentos feitos com dinheiro, que hoje são apenas 5% do total. “Esse sistema está vindo para substituir o pagamento em dinheiro, para a pessoa ou para o turista que, em vez de comprar o bilhete único, vai pagar com cartão”, explicou.

A prefeitura informou que a implantação do projeto-piloto não teve custos para o município. “Isso será feito sem custo para a prefeitura ou SPTrans. É uma iniciativa das bandeiras”, disse Caram. Cartões apenas com tarja ou chip não poderão ser usados.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Leia mais
LEIA MAIS
Barris de óleo
Emprego
Absurdo
Aérea
Equilíbrio
Crédito
Confiança
Santo Agostinho
Dinheiro
Recursos