Iran Barbosa

'É a economia, estúpido!'

O pragmatismo do eleitor no Brasil e no mundo

Qua, 30/10/19 - 03h00
audima

Quando Bill Clinton concorria à Presidência dos Estados Unidos contra George Bush (pai), não lhe faltavam ideias sobre os mais diversos setores do governo federal que queria criticar. O então governador do pequeno Estado de Arkansas enfrentava um adversário sentado na cadeira de presidente – um verdadeiro Davi contra Golias.

Bush, que tinha 90% de aprovação no início daquele ano, viu seu apoio popular desaparecer em menos de um mês ao ordenar uma invasão ao Iraque. Percebendo a oportunidade, Clinton queria se manifestar contra a Guerra do Golfo, mas foi seu estrategista político, James Carville, que colocou o jovem governador no caminho vitorioso ao apontar o verdadeiro motivo da insatisfação dos estadunidenses: “É a economia, estúpido!”

A verdade é que os norte-americanos nunca foram culturalmente contra guerras e invasões. Ao contrário: os membros do Exército americano são reverenciados. O problema com a Guerra do Golfo era um só: ninguém queria mais essa questão em meio a uma recessão econômica – que estava em seu auge.

No fundo, no fundo, brasileiros, norte-americanos, argentinos e todo mundo querem uma coisa básica de seus governos: que eles funcionem. Não é questão de esquerda, direita etc. A grande maioria das pessoas está preocupada em conseguir uma fonte de renda, pagar suas contas e tentar ser feliz.

Os argentinos tiraram Cristina Kirchner do poder porque, em um país cuja moeda sempre foi igual ao dólar (a famosa “paridade”), a viúva de Nestor Kirchner permitiu que a economia decadente levasse o dólar a quase 20 pesos. Quatro anos depois, Macri caiu por entregar um câmbio de quase 60 pesos por dólar e inflação recorde no país

A crise do euro derrubou quase todos os governantes europeus do poder. A recessão brasileira ajudou a eleger Bolsonaro. O mesmo em toda a América do Sul. Onde sobra crise, falta voto.

Nesse sentido, mesmo com toda a impopularidade midiática de Trump, há um medo real dos democratas quanto à reeleição do presidente norte-americano – que surfa em uma das maiores ondas de crescimento econômico e criação de empregos da história dos Estados Unidos.

No Brasil, enquanto se discute sobre leões e hienas, a aprovação da nova Previdência já traz de volta ao mercado a confiança na retomada do famoso “grau de investimento” da nossa economia. Muitos já apostam que não é mais uma questão de “se”, mas de “quando”. A retomada do PIB já é uma realidade – e há sinais claros de melhora.

Fugindo de todas as polêmicas principais, Paulo Guedes prepara um pacote bombástico de reforma em cinco pontos, noticiado pelo jornal O TEMPO como: “1) reforma administrativa (para reduzir o número de carreiras e o salário inicial dos servidores e mexer na estabilidade dos novos); 2) PEC emergencial (para cortar gastos obrigatórios e abrir espaço para investimentos); 3) PEC DDD (Desvincular, Desindexar e Desobrigar – tirar as “amarras” – dos gastos do Orçamento); 4) pacto federativo (uma nova divisão dos recursos de Estados e municípios, com repartição dos recursos do pré-sal); e 5) programa de ajuda aos Estados”.

Se tais reformas forem aprovadas, haverá uma expansão absurda da economia brasileira e, com ela, do capital político do clã Bolsonaro. É esperar pra ver o quão pragmático será o cidadão brasileiro se isso acontecer. Afinal, é um ditado nosso que diz que “em time que está ganhando, não se mexe”.

(22) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Lucas 2:09 PM Jun 19, 2020
De vez em quando, nos momentos em que eu estou precisando dar risada, eu volto nessa matéria. Eu me pergunto se ainda há alguém que leve esse Iran Barbosa a sério...
2
Denunciar

Lucas 3:16 PM Aug 20, 2020
antes a Dilma que o miliciano, Augusto. E olha que o segundo governo dela foi um desastre, mas comparado com o atual, até que não era tão ruim.
2
Denunciar

Assinante Premium
Augusto Aguiar Lourenço de azevedo 3:08 PM Aug 19, 2020
Vota na Dilma
2
Denunciar

edson alves de souza 11:11 AM Jun 10, 2020
Na guerra do Golfo de 1989, o governo dos EUA queria quebrar a influência socialista na região asiática pelo simples fato de frear esta forma de governo nociva ao cidadão de baixa instrução, pois o Neoliberalismo é a forma de avanço humanístico mais igualitário na visão dos pensadores do século XXI. A máquina do estado deve passar para a iniciativa privada ficando nas mão apenas os serviços essenciais. Neste sentido, os mecanismos de controle de excesso os chamados clube dos ricos o cartel...!
2
Denunciar

Lucas 2:07 PM Jun 19, 2020
O que é cômico, pois o neoliberalismo na verdade nunca funcionou em lugar nenhum do mundo e o efeito que ele teve na verdade foi justamente o contrário do que diziam esses "pensadores do século XXI".
2
Denunciar

Thiago Lobato 11:49 AM May 31, 2020
O JB ganhou as eleições pelo mesmo motivo de todos os outros presidentes: Todos com a mesma frase CONTRA A CORRUPÇÂO. Ele ganhou as eleições por ver que ao final do mandato de todos os presidentes, todo brasileiro já percebia que tinha escolhido só mais um para continuar roubando o Brasil. O Brasileiro sempre quis alguem no poder para que valorize o Brasil, que diminua a corrupção e que o dinheiro dos nossos impostos tenham algum retorno direto para quem os paga. E sempre o mesmo lema de todos.
2
Denunciar

A. Paulo Almeida ✨ 8:20 PM Apr 09, 2020
O deputado federal Osmar Terra foi flagrado pela CNN em conversa com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, falando sobre o ministro da Saúde. Ouça trecho do áudio: ://twitter.com/i/status/1248377086693105666

A CULPA É DO PT.. KKKKKKKKKK
2
Denunciar

Lucas 4:00 PM Mar 06, 2020
É engraçado reler esse artigo de outubro de 2019, com frases como "A retomada do PIB já é uma realidade e há sinais claros de melhora". O pior de tudo é que as pessoas que fazem essas previsões completamente estapafúrdias não o fazem por ignorância, mas por má-fé mesmo. É sempre assim com esses "liberais" - mentem que sua ideologia vai tornar tudo melhor, acontece o contrário, e depois eles fingem que nada aconteceu e que se piorar um pouquinho mais a vida de quem trabalha tudo vai ficar bem.
9
Denunciar

FLAVIO PEREIRA DE SOUZA 5:12 PM Jan 06, 2020
Mais um comentarista "torcedor", com bola de cristal estragada fazendo previsões. Parece até membro da Associação dos Shoppings do Rio ,que disse que as vendas do setor no Natal, cresceram algo em torno de 10%,indice este logo desmentido pelos Lojistas e pelo Ibope,que disse com todas as letras que não fez essa pesquisa imputada a ele.Querem de todas as formas inflar a economia com falsas premissas,querendo manipular os idiotas de plantão. É simples,não há investimento nem interno ou externo...
13
Denunciar

JHONATAn Alves Orechio 6:53 PM Dec 22, 2019
Começou bem... mas cagou no final... mas tvm, esperar o que esperar de um cara que a família vive da política... um tremendo idiota sem noção hoje e sempre...
7
Denunciar

Evaldo Ferreira 3:04 PM Nov 01, 2019
O sujeito começou bem. Até pensei que sairia um texto que prestasse, mas... ele voltou a ser ele mesmo! De fato, acertou quando disse que toda a questão está na economia, isto é, se esta vai bem aceita-se tudo. Tudo mesmo, não duvide! Tanto que aceitou-se Trump nos EUA e Bozzo no Brasil. Mas, como voltou a ser ele mesmo, terminou com as conclusões mais estúpidas, porém esperadas dos políticos lambe botas! Foi quase, Iran! Talvez, até tenha convencido algum leitor estúpido por aí! Sempre tem, né!
22
Denunciar

Fernando Sertão 8:33 AM Dec 05, 2019
"É a violência, estúpido". Sinto, mas não foi a preocupação com finanças e economia que elegeu o Sr. Bolsonaro, elogiador de milícias. Quem o elegeu foi a campanha contínua da mídia de divulgação da violência urbana (o medo, como demonstra Michel Moore, é a principal ferramenta de controle social). Claro, o amor ao dinheiro é a base de tudo ("it's the oil, stupid"), mas para entender o Brasil não se pode desconsiderar o poder do medo injetado nas veias das pessoas pela TV e pelas fake news.
22
Denunciar

Fernando Sertão 8:33 AM Dec 05, 2019
"É a violência, estúpido". Sinto, mas não foi a preocupação com finanças e economia que elegeu o Sr. Bolsonaro, elogiador de milícias. Quem o elegeu foi a campanha contínua da mídia de divulgação da violência urbana (o medo, como demonstra Michel Moore, é a principal ferramenta de controle social). Claro, o amor ao dinheiro é a base de tudo ("it's the oil, stupid"), mas para entender o Brasil não se pode desconsiderar o poder do medo injetado nas veias das pessoas pela TV e pelas fake news.
22
Denunciar

Eternamente 9 X 2! 7:57 PM Oct 30, 2019
Povinho burro: algum de vocês já se perguntou QUANTO NÓS PAGAMOS PARA ESSES POLÍTICOS VAGABUNDOS TODOS OS ANOS???!!! Quanto o país economizaria REDUZINDO O NÚMERO DE VEREADORES, DEPUTADOS ESTADUAIS, DEPUTADOS FEDERAIS, SENADORES, VICES DESTES CITADOS EM RELAÇÃO A REFORMA DA PREVIDÊNCIA?! Sabem porque o povo chileno está revoltado? Porque lá fizeram essa REFORMA DA PREVIDÊNCIA ANOS ATRÁS e sabem QUEM GANHOU DINHEIRO?!: OS "BANCOS". Sabem quanto ganha um aposentado que investiu EM PREVIDÊNCIA PRIVADA POR LÁ?!***MENOS QUE UM SALÁRIO MÍNIMO NO CHILE***!!!!!
2
Denunciar

Nestor Martins Amaral Júnior 12:45 PM Oct 31, 2019
Mas, você que quem tem que bancá-lo é o contribuinte? De onde virá o recurso?
2
Denunciar

Nestor Martins Amaral Júnior 6:11 PM Oct 30, 2019
Lucas, o benchmark está nos Tigres Asiáticos. Entendo que garantias mínimas devem ser asseguradas ao empregado por ele ser a parte vulnerável da relação capital trabalho. Mas, não ao ponto de contribuírem para o entrave do grau de investimento. A reforma trabalhista preservou conquistas justas e razoáveis. Garantia e valorização do empregado estão no nível de empregabilidade. Daí a importância da educação bem estruturada e compatível com a demanda do mercado. Esse é o ponto.
12
Denunciar

Nestor Martins Amaral Júnior 4:15 PM Oct 30, 2019
Essa análise do prezado Iran é perfeita. Isso a esquerda não aceita, seja por ignorância ou má fé, cujo discurso é mais ou menos assim: salário mínimo será R$ 5 mil, aposentadoria após 15 anos de trabalho, com salário integral e não se mexe nisso. Só que nada disso foi combinado com os “russos”, ou seja, aquele que irá empregar e bancar. Por isso, mais da metade da força de trabalho está desempregado ou na informalidade. Que discurso a esquerda teria para estes? Nenhum. Isso é só estatística.
28
Denunciar

Lucas 4:40 PM Oct 30, 2019
Ora ora, olha só quem resolveu aparecer. Bom, basta ver a realidade para ver que você está enganado, Nestor. Basta ver quais são os países que mais têm direitos trabalhistas do mundo (países nórdicos, Canadá, vários países da união européia, etc). A experiência mostra que o que realmente é desastroso é acabar com eles. O que não é novidade nenhuma e é algo conhecido desde o início da revolução industrial. Mas enfim, esperar o que de quem diz que países nórdicos são "como lavadores de dinheiro do submundo déspota e do narcotráfico", não é mesmo?
28
Denunciar

Lucas 8:39 AM Oct 30, 2019
A cara de pau de certas pessoas parece não ter limites. Dilma adotou tintim por tintim a reforma da Fiesp que diziam que ia fazer milagres na economia brasileira. O resultado foi uma queda absurda de arrecadação e crise fiscal. Depois derrubaram Dilma e colocaram Temer, o que deixou muito feliz os representantes do "mercado", mas o que aconteceu pra população todo mundo sabe: a reforma trabalhista, que falaram que ia ser espetacular pro trabalhador que "poderia negociar diretamente com o patrão", resultou num desastre, com massas enormes de trabalhadores recebendo legalmente menos de um salário mínimo e um recorde de número de pessoas em subempregos / informalidade. Falaram que a economia iria bombar com o teto dos gastos, e o resultado é a falência dos serviços básicos. Depois falaram que tudo ficaria maravilhoso com a reforma da previdência, e o resultado foi mais uma vez nada de positivo pra população, e a longo prazo o risco de um desastre como o dos idosos no Chile. E agora vem esse infeliz com a cara de pau de dizer que com mais essas reformas haverá "uma expansão absurda da economia brasileira"? Como você consegue dormir a noite? É muita falta de caráter.
17
Denunciar

Eternamente 9 X 2! 7:42 PM Oct 30, 2019
Alguém aí ouviu esse sujeito falar sobre REFORMA POLÍTICA?! sobre REDUÇÃO DE NÚMERO DE VEREADORES, DEPUTADOS ESTADUAIS, DEPUTADOS FEDERAIS, SENADORES, VICES DESTES CITADOS E DE PREFEITOS E GOVERNADORES????!!!!! Esse cara é UM COMPLETO "SEM NOÇÃO"!!!! NÃO FOI POR ACASO QUE "NÃO SE REELEGEU!" no fim das contas o que esse cara tá dizendo é que PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É REFRESCO!!! Quando o gado acordar após MUITO SOFRER com essas reformas esse país vai pegar fogo.
17
Denunciar

Lucas 3:44 PM Oct 30, 2019
João, leia de novo o que eu escrevi, devagarinho.
17
Denunciar

joao da silva 12:38 PM Oct 30, 2019
Só um fracassado como você para defender a Dilma.
17
Denunciar

LEIA MAIS
Iran Barbosa
Iran Barbosa
Iran Barbosa
Iran Barbosa
Iran Barbosa
Iran Barbosa
Há mais funcionários públicos que em qualquer setor produtivo
Será a primeira vez na história que o povo não será ouvido