Eleições 2020

Bolsonaro diz que não consegue fiscalizar quem usa o nome dele nas eleições

Presidente afirmou que não tem como “mergulhar” na campanha de nenhum candidato a prefeitura no país

Qui, 22/10/20 - 12h27
Em BH, Bolsonaro já demonstrou apoio Bruno Engler, mas Lafayette Andrada aposta em uma foto com o presidente
audima

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta quinta-feira (22), que não tem como “mergulhar” na campanha de nenhum candidato à prefeitura no país e nem fiscalizar quem usa o nome dele, mesmo não tendo o apoio formal. A fala foi dada a apoiadores que questionaram o presidente na saída do Palácio da Alvorada, residência oficial.

“Eu não posso mergulhar na campanha de ninguém porque eu tenho um trabalho enorme pela frente aqui. Pessoal, são 550 mil candidatos no Brasil. Tem muita gente aí usando o nome, outros batem em mim até, querem ganhar voto criticando, e tudo bem. É direito deles", afirmou. 

O presidente afirmou que cabe aos eleitores dele ficarem atentos a quem está usando a imagem dele sem autorização. “Agora, tem gente que agora pregou a fotografia dele na minha. Mas eu não tenho como fiscalizar isso, não tem como. Vocês que tem que ver”, disse.

Na disputa pelo comando da capital mineira, Bolsonaro já demonstrou apoio ao nome do deputado estadual Bruno Engler (PRTB). Mas, na última semana, Lafayette Andrada (Republicanos) apostou em uma foto com o presidente, durante programa eleitoral.

Leia mais: "Contorcionismo", diz Engler sobre tentativa de Andrada de se colar em Bolsonaro

Ele se colocou como “o candidato do partido da família Bolsonaro”, em alusão ao senador Flávio Bolsonaro e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro. Os filhos do presidente hoje estão no Republicanos.

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Othoniel Alvim 12:40 PM Oct 22, 2020
Não consegue fiscalizar? Tem que conseguir. Na época do Lula, até a queda de um avião era culpa do presidente. Ele era obrigado a saber de tudo. Qualquer erro, em qualquer circunstância, era responsabilidade dele.
2
Denunciar

LEIA MAIS
Bastidores
Articulações
Denúncia ao MP
Espera eterna
Estudo
Trocas
Primeiro passo
Rescaldo
Pets
Crise sem fim