Campeão do interior

Tombense já começa a se reforçar e presidente nega saída de referências

Treinador Eugênio Souza analisa cinco peças pontuais como necessárias para time aumentar chances de acesso à Série B

Presidente negou interesse do Cruzeiro no meia Cássio Ortega
Daniel Ottoni | @dottoni
31/08/20 - 17h15
audima

Ter chegado na decisão do Campeonato Mineiro foi uma recompensa para o Tombense, que certamente terá retornos com a campanha que lhe rendeu o título de campeão do interior e o vice-campeonato mineiro.

A visibilidade ao enfrentar o Atlético na decisão, deixando América e Cruzeiro para trás, não será a mesma, servindo para mostrar o bom trabalho que o clube desempenhou dentro e fora de campo. Ao mesmo tempo em que sabe da boa campanha que fez, o clube trabalha para se reforçar. O meia-atacante Alípio, do Figueirense e o volante Denner já estão acertados. A diretoria ainda corre atrás de mais reforços para a sequência da Série C.

"Todos os atletas têm contrato até o final do ano, com possibilidade de renovação. Não perdemos ninguém, mas precisamos nos fortalecer. Vejo a necessidade de, pelo menos, mais cinco peças pontuais: um volante, um meia, dois atacantes e um zagueiro. Seria importante termos um jogador de frente que jogue pelos lados e um outro para disputar posição com o Rubens. 
É algo que precisamos olhar com carinho", comenta o técnico Eugênio Souza.

Força do banco

O treinador destaca o que o elenco fez durante o Campeonato Mineiro, com peças suplentes conseguindo manter o bom ritmo quando titulares não estavam disponíveis. "Nosso grupo foi se acertando com o decorrer da competição, quando percebemos que a liderança era possível, fomos atrás e conquistamos este objetivo. Em momentos cruciais, titulares não jogaram, mas conseguimos manter a qualidade com os suplentes que deram conta do recado. Isso foi muito importante e precisa ser ressaltado", destaca o treinador. 

Eugênio confia que o elenco não terá perdas, situação que pode acontecer após o sucesso recente. Os boatos de que os meias Ibson e Cassio Ortega estariam na mira do Cruzeiro foram desmentidos pelo presidente Lane Gaviolle. 

Atrativo e foco no acesso

A estrutura física oferecida para os jogadores e sua família, com boas instalações de hospedagem e campos de treinamento, é um dos diferenciais do projeto, que vive o auge de sua história de mais de 100 anos.

"Temos que valorizar o interior e lembrar que também deixamos para tras times fortes de outras cidades além de Belo Horizonte. Este momento é um marco na nossa história, um clube que tem os pés no chão e trabalha sério, com pagamentos em dia", destaca o presidente Lane Gaviolle. 

"Além do vice, fomos coroados com alguns destaques da competição como nosso goleiro Felipe, o Rubens, que foi o artilheiro, o Ibson, eleito o melhor atleta do torneio, além do nosso treinador. A ideia é seguir também trabalhando com jogadores novos, algo que passa pela nossa origem de revelar talentos. Queremos subir novos degraus com a a presença na Série B, isso vai nos dar uma visibilidade maior ainda", completa. 
 

Leia também: