PERU

Médicos retiram 150 larvas de mosca da boca de paciente

Os parasitas foram descobertos após a paciente procurar um pronto-socorro após perceber que estava com o céu da boca inflamado.

Por O TEMPO
Publicado em 21 de maio de 2024 | 15:16
 
 
 

Um grupo de médicos peruanos afirmaram ter retirado mais de 150 larvas de mosca da boca de uma mulher de 40 anos, em Lima, a capital do país. De acordo com os profissionais de saúde, os parasitas foram descobertos após a paciente procurar um pronto-socorro após perceber que estava com o céu da boca inflamado.

 

Em entrevista à imprensa local, o cirurgião Renzo Paredes, disse que a paciente apresentava sintomas de miíase oral, que é a presença de larvas em tecido morto, ocorre geralmente em países de clima quente e úmido, o que facilita o apodrecimento dos tecidos, e é associada a lesões prévias que foram mal higienizadas.

A paciente passou pelo procedimento no dia 11 de maio e afirmou que os sinais de inflamação e desconforto apareceram após um tratamento odontológico feito em outro centro de saúde no mês anterior.

“No total, foram retiradas 150 larvas que estavam na cavidade oral devido a uma miíase que geralmente acomete os tecidos mortos. Esse quadro é mais comum em pessoas com pouca mobilidade, doenças associadas ou que não praticam uma boa higiene”, revelou o médico

Na cirurgia, foram retiradas as larvas, além de todo o tecido morto do qual elas estavam se alimentando. As feridas também foram fechadas.

A paciente foi acompanhada por dois dias no hospital até que recebeu alta, mas deverá fazer um acompanhamento constante.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!