Polêmicas a todo vapor

Caso Madeleine McCann: polícia dos EUA apreende telefone de Julia Faustyna

A corporação afirmou que há uma investigação global realizada em parceria entre o Departamento do Condado de Orange e a polícia polonesa em andamento

Por O Tempo
Publicado em 18 de abril de 2023 | 21:45
 
 
 

O caso envolvendo Julia Faustyna, que afirmava ser a criança desaparecida Madeleine McCann, parece que ainda não teve fim. Desta vez, circula a notícia de que a polícia dos Estados Unidos teria apreendido o aparelho celular da jovem como parte de uma investigação. 

Com 21 anos, Julia Faustyna - que também atende pelos sobrenomes Wendell e Wandelt - esteve sob os cuidados da investigadora e auto-proclamada médium, Dr. Fia Johansson, nos EUA no último mês. Neste período, ela submeteu-se a um exame de DNA que comprovou que ela não é Madeleine McCann. 

Agora, Johansson afirmou para o site RadarOnline que Julia teve o aparelho celular apreendido pela polícia estadunidense. 

A corporação afirmou que se trata de uma investigação global realizada em parceria entre o Departamento do Xerife do Condado de Orange e a polícia polonesa. 

“Nossa investigação está analisando profundamente e vamos deixá-los fazer seus deveres investigativos e, a partir desse ponto, deixar o sistema judicial assumir o controle – se necessário”, disse o sargento porta-voz do departamento, Mike Woodroof. 

Resta agora aguardar novas informações oficiais que poderão dar detalhes sobre a investigação. (Com informações de "The Sun")

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!