Embate

Começa nos EUA julgamento de Elon Musk por remuneração na Tesla

Acionista da fabricante de veículos elétricos abriu um processo judicial em 2018 por considerar que o empresário e o conselho diretor da empresa não respeitaram obrigações

Por Agências
Publicado em 14 de novembro de 2022 | 17:47
 
 
 

Um julgamento sobre o plano de pagamentos de Elon Musk na Tesla, de 52,4 bilhões de dólares em ações, em função de resultados, começou nesta segunda-feira (14) em um tribunal de Delaware.

Richard Tornetta, um acionista da fabricante de veículos elétricos, abriu um processo judicial em 2018 por considerar que o empresário e o conselho diretor da empresa não respeitaram suas obrigações quando autorizaram esse plano.

Segundo o autor da ação, Musk ditou seus termos aos diretores, que, por sua relação com ele, não eram suficientemente independentes para se oporem. O acionista acusa Musk de “enriquecimento injustificado” e pede a anulação do pacote de pagamentos, previsto para se estender por dez anos.

De acordo com um documento legal, o homem mais rico do mundo ganhou o equivalente a 52,4 bilhões de dólares em opções de ações ao longo de quatro anos e meio, depois que praticamente todas as metas da empresa foram alcançadas.

Quando o plano foi adotado, era avaliado em um total de 56 bilhões. O julgamento, que não terá júri, levará cinco dias e será conduzido pela juíza Kathaleen McCormick, a mesma do caso de Musk contra o Twitter.

No novo processo, Musk deve prestar depoimento na manhã desta quarta-feira. O bilionário cancelou sua participação presencial em um evento à margem do G20 na Indonésia para ir ao tribunal.

Além da Tesla e do Twitter, Musk é dono da SpaceX e das startups Neuralink e The Boring Company. A ação legal inclui, além do magnata, vários membros atuais e antigos do conselho da Tesla.

Os advogados de Musk e dos demais argumentam que o plano de remuneração está vinculado ao desempenho da empresa, incluindo sua evolução na bolsa, e apontam que o valor de mercado da Tesla cresceu mais de dez vezes desde sua aprovação. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!