Tragédia

Descarrilamento mata 300 e deixa feridos na Índia por erro de sinalização

O acidente ocorreu na noite de sexta-feira (2) no distrito de Balasore (Odisha) em um dos desastres ferroviários mais mortíferos do país em décadas

Por Agência
Publicado em 04 de junho de 2023 | 08:52
 
 
 
normal

Um descarrilamento no leste da Índia, que matou mais de 300 pessoas e feriu centenas, foi causado por um erro no sistema de sinalização eletrônica, que levou um comboio a mudar de via e a chocar com um comboio de mercadorias, disseram as autoridades neste domingo.

O acidente ocorreu na noite de sexta-feira (2) no distrito de Balasore (Odisha) em um dos desastres ferroviários mais mortíferos do país em décadas.

Segundo informou a agência de notícia EFE, a principal formação da oposição na Índia, o Partido do Congresso (INC), juntou-se às vozes neste domingo exigindo a renúncia do ministro das Ferrovias, Ashwini Vaishnaw, devido ao choque. "Exigimos que o ministro dos Caminhos-de-ferro assuma a sua responsabilidade moral e renunciar", disse Pawan Khera, uma figura líder do partido histórico da dinastia indiana Nehru-Gandhi.

Jaya Verma Sinha, um alto funcionário dos Caminhos-de-ferro, disse que as investigações preliminares revelaram que foi dado um sinal ao comboio de alta velocidade Coromandel Express para circular na linha principal, mas o sinal mudou mais tarde e o comboio entrou numa linha adjacente, onde colidiu com uma carga carregada de minério de ferro.

A colisão fez com que as carruagens do Coromandel Express se virassem para outra via, fazendo com que o comboio Yesvantpur-Howrah Express, que vinha do lado oposto, também descarrilasse.

Os comboios de passageiros, que transportavam 2.296 pessoas, não estavam em excesso de velocidade, afirmou. Segundo Verma, a investigação ainda irá revelar se o erro foi humano ou técnico.

Sobre se o acidente poderia ser um caso de sabotagem, Verma disse que "nada está excluído". O desastre ocorreu no momento em que o primeiro-ministro Narendra Modi trabalha pela modernização da rede ferroviária da era colonial britânica na Índia, que se tornou o país mais populoso do mundo, com 1,42 mil milhões de habitantes.

Apesar dos esforços do governo para melhorar a segurança, ocorrem centenas de acidentes todos os anos nos caminhos-de-ferro indianos, a maior rede ferroviária do mundo sob uma única gestão.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!