objeto espacial

Espanha fecha brevemente espaço aéreo por queda de destroços de foguete chinês

Fechamento interrompeu as viagens aéreas em vários aeroportos, incluindo Barcelona

Por Agência
Publicado em 04 de novembro de 2022 | 11:04
 
 
 

A Espanha fechou brevemente parte de seu espaço aéreo nesta sexta-feira (4), devido a destroços de um foguete chinês, interrompendo as viagens aéreas em vários aeroportos, incluindo Barcelona – disseram as autoridades. Os voos foram "totalmente" restringidos por 40 minutos na Catalunha, no nordeste, e em várias outras regiões, pelo risco associado "à passagem do objeto espacial CZ-5B" pelo espaço aéreo espanhol, tuitou a Defesa Civil catalã.

O fechamento do espaço aéreo, que começou às 9h38 (5h38 de Brasília), também afetou outras regiões do norte da Espanha, acrescentou. Os voos para Barcelona, Tarragona e Reus, na Catalunha, e Ibiza, nas Ilhas Baleares, e outros destinos foram temporariamente interrompidos, devido ao risco, informou a operadora aeroportuária espanhola AENA. 

O foguete Long March 5B (CZ-5B) decolou do sul da China na segunda-feira para levar o último módulo de uma estação espacial chinesa atualmente em construção. Os restos do foguete finalmente caíram no centro-sul do Oceano Pacífico, às 11h01 (7h01 de Brasília), disse o Comando Espacial dos Estados Unidos no Twitter.

Quando os foguetes caem na Terra, a maioria queima na reentrada na atmosfera, embora grandes pedaços possam sobreviver. A China foi criticada no passado por permitir que seus foguetes caíssem na Terra sem controle. Em julho, os restos de um foguete chinês caíram no mar de Sulu, nas Filipinas, levando Washington a repreender Pequim por não compartilhar informações sobre a descida do objeto potencialmente perigoso. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!