Guerra

Ex-ministro palestino morre em bombardeio israelense

Hamas acusa operações militares de Israel de causar mais de 20 mil mortes na Fixa de Gaza

Por Agências
Publicado em 31 de dezembro de 2023 | 10:36
 
 
 

Um ex-ministro da Autoridade Palestina morreu neste domingo em um bombardeio israelense em sua casa, na Faixa de Gaza, indicaram a agência de notícias palestina Wafa e o Ministério da Saúde governado pelo Hamas.

Yusef Salama, de 68 anos, ex-ministro de Assuntos Religiosos da Autoridade Palestina, morreu durante o bombardeio ao campo de refugiados de Maghazi, informaram as fontes.

Considerado próximo ao Fatah, o partido do presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas, Yusef Salama foi ministro de fevereiro de 2005 a março de 2006.

Também pregava nas orações de sexta-feira na Esplanada das Mesquitas, na Cidade Velha de Jerusalém.

Hamas divulga estimativa de número de mortos

O Ministério da Saúde governado pelo Hamas anunciou neste domingo que as operações militares israelenses na Faixa de Gaza causaram 21.822 mortes no território palestino desde que a ofensiva começou, em 7 de outubro.

Ao menos 150 pessoas morreram e 286 ficaram feridas nas últimas 24 horas, segundo a fonte, que reportou 56.451 feridos desde o início da guerra.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!