importunação sexual

Homem é detido por apalpar ao vivo nádegas de repórter de TV; veja vídeo

Você realmente precisa tocar na minha bunda?, perguntou em seguida a jornalista Isa Balado para o agressor

Por Agências
Publicado em 12 de setembro de 2023 | 15:45
 
 
 
normal

Um homem que apalpou ao vivo as nádegas de uma repórter de televisão, nesta terça-feira (12), na Espanha, foi preso pouco depois do ato, informou a polícia. 

A prisão ocorre logo depois da polêmica pelo beijo não consentido do presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) em uma jogadora. 

"Preso por agredir sexualmente uma repórter enquanto estava realizando um ao vivo de televisão", informou a Polícia Nacional espanhola na rede social X (antigo Twitter), juntamente com um vídeo da detenção.  

Desde uma recente reforma no Código Penal espanhol, todo abuso sexual pode ser considerado agressão sexual, um tipo penal que agrupa todos os tipos de violência sexual. 

Os fatos ocorreram nesta terça, quando a repórter Isa Balado comentava algumas prisões em Madri, e um jovem se aproxima dela por trás e apalpa suas nádegas, segundo as imagens do programa "En boca de todos", do canal de televisão Cuatro. 

O jovem fica ao lado dela, perturbando-a, e um apresentador do programa pergunta incrédulo à repórter: "ele acabou de tocar na sua bunda?". 

"Sim", responde ela, antes de ir até o jovem: "por mais que você queira nos perguntar de que canal somos, você realmente precisa tocar na minha bunda?” O jovem nega ter feito isso, mas antes de sair acaricia os cabelos da jornalista.

"Em uma sociedade que queremos que seja melhor, isso não pode acontecer e esse sentimento de impunidade não pode existir. Isso é uma falta de respeito e espero que todo o peso da lei recaia sobre ele", disse o apresentador do programa, Diego Losada, de acordo com o site da Cuatro.

Veja o vídeo:
 

A ministra da Igualdade em exercício, Irene Montero, escreveu no X): "os toques não consensuais são violência sexual e dizemos chega à impunidade".

Este episódio ocorre logo após a renúncia do presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Luis Rubiales, por beijar a jogadora Jenni Hermoso na boca momentos após a vitória da Espanha na Copa do Mundo Feminina na Austrália.

O beijo, que a jogadora disse não ter sido consensual, causou comoção nacional e internacional que levou à renúncia de Rubiales, que também terá que responder sobre o episódio perante um juiz na sexta-feira.

(AFP)
 

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!