Feminicídio

Morte de mulher queimada por ex-namorado em praça comove o Peru

Autor do crime é um venezuelano, de 19 anos, que fugiu após a agressão na Praça 2 de Maio, no centro de Lima

Por Agências
Publicado em 24 de março de 2023 | 17:42
 
 
 
normal

A morte, nesta sexta-feira (24), de uma mulher queimada por seu ex-namorado em uma movimentada praça de Lima, no Peru, expôs novamente a lentidão das autoridades em casos de feminicídio.

O agressor jogou gasolina e ateou fogo em Katherine Gómez, de 18 anos, durante uma discussão pública. Ela foi levada às pressas no sábado passado (18) ao Hospital Loayza com queimaduras em mais de 60% do corpo.

"Lutou por sua vida, mas, lamentavelmente, a extensão dos ferimentos de seu corpo impossibilitou aos médicos salvarem sua vida", afirmou à rádio RPP a ministra da Mulher, Nancy Tolentino.

Segundo a policia, o autor do feminicídio é um jovem venezuelano de 19 anos, identificado como Sergio Tarache Parra, que fugiu após a agressão na Praça 2 de Maio, no centro da cidade.  

Um mandado de prisão foi emitido apenas na quinta-feira (23), cinco dias após o ataque, lamentou Tolentino. "A polícia me prometeu que vai esgotar todos os seus meios para encontrá-lo", acrescentou. O governo peruano incluiu o agressor em uma lista de criminosos procurados do país, com recompensa para quem der informações sobre ele.  

 

A ministra apelou às jovens para que escolham bem seus parceiros e não aceitem "nenhum compromisso ou relação com uma pessoa que não as respeitem, que viole seus direitos".

O Peru registrou 136 feminicídios em 2022, frente a 146 em 2021 e 138 em 2020, segundo dados oficiais.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!