Pandemia

OMS espera reduzir nível de alerta contra Covid ainda este ano: "gripe sazonal"

Organização considera que a Covid chegou a um ponto em que se pode considerar uma ameaça à saúde semelhante às gripes sazonais, que não atrapalham os sistemas hospitalares

Por Agência
Publicado em 17 de março de 2023 | 12:01
 
 
 
normal

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou nesta sexta-feira (17) que espera reduzir este ano seu nível de alerta máximo pela Covid-19, ao estimar que a epidemia poderia representar em breve uma ameaça semelhante à da gripe sazonal.

"Chegamos a um ponto em que podemos considerar a Covid-19 da mesma forma que consideramos a gripe sazonal, ou seja, uma ameaça à saúde, um vírus que vai continuar matando, mas um vírus que não atrapalha nossa sociedade nem nossos sistemas hospitalares", disse o chefe dos programas de emergência da OMS, Michael Ryan, à imprensa.

Junto com ele, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou estar "muito satisfeito em ver que, pela primeira vez, o número semanal de mortes registrado nas últimas quatro semanas foi menor do que o registrado quando usamos a palavra 'pandemia' pela primeira vez uma vez, há três anos".  "Hoje certamente estamos em uma posição muito melhor do que em qualquer outro momento da pandemia", analisou. 

Tedros está "confiante" de que a OMS pode reduzir seu nível de alerta máximo este ano. A agência da ONU declarou uma "emergência internacional de saúde pública" devido à Covid-19 em 30 de janeiro de 2020, em um momento em que havia menos de 100 casos positivos e nenhuma morte fora da China. 

Pouco depois, em março de 2020, Tedros chamou a situação de pandemia. "Declaramos uma emergência sanitária global para estimular os países a tomarem medidas mais decisivas, mas nem todos o fizeram", lembrou ele nesta sexta-feira. "Três anos depois, foram registradas cerca de sete milhões de mortes por Covid-19, embora saibamos que esse número é muito maior", afirmou. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!