Conflito

Rádio dos EUA sai do Twitter após ser classificada como estatal pela plataforma

No início desta semana, o Twitter classificou a National Public Radio como meios afiliados ao Estado, qualificando o respeitável meio de comunicação da mesma forma que as plataformas chinesas e russas de propriedade do governo

Por Agência
Publicado em 07 de abril de 2023 | 19:33
 
 
 
normal

A rádio pública americana NPR confirmou, nesta sexta-feira (7), a suspensão de suas atividades no Twitter, após um relatório segundo o qual o proprietário da rede social, Elon Musk, estava revisando sua decisão de classificar a emissora respeitada como "afiliada ao Estado". 

O diretor-executivo da NPR, John Lansing, disse que a decisão do Twitter era "inaceitável" e que a conta da rádio permaneceu silenciada desde então. 

No início desta semana, o Twitter classificou a National Public Radio, com sede em Washignton, como "meios afiliados ao Estado", qualificando o respeitável meio de comunicação da mesma forma que as plataformas chinesas e russas de propriedade do governo. 

Em sua biografia atualizada no Twitter, a conta principal da NPR, que tem mais de 8,8 milhões de seguidores e programação para uma rede de mais de mil estações de rádio em todo o país, convidou os usuários a se encontrarem "em qualquer outro lugar onde leiam as notícias". 

"Deixamos de tuitar na conta principal da @NPR depois que colocaram essa etiqueta falsa, porque cada tuíte que publicamos deveria mostrá-lo", disse Isabel Lara, porta-voz da NPR. 

Outras contas administradas pela NPR, como suas contas temáticas sobre música e política, não tinham a especificação de "afiliação estatal", e continuaram publicando seus respectivos tuítes. 

O movimento do magnata Elon Musk - dono da empresa de carros elétricos Tesla e da aeroespacial SpaceX - contra a NPR acontece poucos dias depois que o Twitter tirou o selo de verificação do "The New York Times", que, assim como a cadeia de rádio, é acusado frequentemente de ter um viés de esquerda, particularmente pelos conservadores americanos. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!