frança

Reforma da previdência: manifestantes bloqueiam acesso ao aeroporto de Paris

Protestos ganharam força após o presidente francês afirmar que, apesar da legitimidade dos atos, não mudaria a nova lei

Por Agência
Publicado em 23 de março de 2023 | 13:06
 
 
 

Manifestantes bloqueiam um dos acessos ao principal aeroporto da França, o Charles de Gaulle, em Paris, na manhã desta quinta-feira (23). Funcionários do aeroporto de Paris protestam do lado de fora do Terminal 1 no nono dia de greve na França. Eles são contra a reforma da previdência do presidente Emmanuel Macron, que aumenta a idade mínima de aposentadoria de 62 para 64 anos.

Imagens mostram passageiros caminhando nas estradas para chegar ao Terminal 1. O acesso rodoviário está bloqueado, mas o aeroporto ainda pode ser acessado por trens, que operam com capacidade reduzida. Há protestos em todo o país, o que prejudica o transporte por trilhos.

A administração do Aeroporto de Paris diz que o bloqueio não afeta os voos. Entretanto, alguns voos foram cancelados. Os controladores aéreos também estão em greve, o que levou ao cancelamento de 20% a 30% dos voos previstos para hoje e amanhã, principalmente em trajetos mais curtos.

Órgão público pede que passageiros adiem deslocamentos. A Direção da Aviação Civil pediu aos passageiros que adiem as viagens se for possível e se "informem sobre a situação dos voos" antes do embarque. Os distúrbios devem se estender ao menos até o próximo sábado (25).

"Não temos escolha a não ser a greve e bloquear a economia até que Macron ceda e retire o seu projeto", afirmou Fabrice Criquet, secretário-geral do sindicato Força Operária dos Aeroportos de Paris

Os protestos contra a reforma da previdência de Macron ganharam força após o presidente afirmar que, apesar da legitimidade dos atos, não mudaria a nova lei. Autoridades francesas estimam que há mais de 200 protestos em todo o país na manhã desta quinta-feira.

A reforma da previdência de Macron também provocou uma greve em outros setores. Funcionários paralisaram atividades da refinaria de Normandia, a maior da França. A Direção-Geral da Aviação Civil alerta companhias aéreas sobre o risco de desabastecimento de combustível nos aeroportos de Charles-de-Gaulle e Orly.

Companhias aéreas também foram aconselhadas a cancelar em até 30% o número de voos nos aeroportos de Paris na sexta-feira (24), quando deve haver uma greve dos controladores de voo. A princípio, os voos de longas distâncias não serão afetados, mas as conexões devem ser confirmadas pelos passageiros. (Folhapress) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!