Denúncia

Russos cometeram 'mesmas atrocidades' em Kherson que em outras partes da Ucrânia

O presidente também anunciou que 400 crimes de guerra russos foram documentados, sem especificar se ocorreram apenas na região de Kherson

Por Agências
Publicado em 13 de novembro de 2022 | 19:28
 
 
 

Tropas russas cometeram "as mesmas atrocidades" na região de Kherson, recentemente libertada por Kiev, que em outras partes ocupadas por Moscou na Ucrânia, denunciou o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, neste domingo (13).

"Na região de Kherson, o exército russo deixou para trás as mesmas atrocidades que em outras partes do nosso país onde eles conseguiram entrar", afirmou Zelensky, prometendo "encontrar e levar à justiça todos os assassinos".

O presidente também anunciou que 400 "crimes de guerra" russos foram documentados, sem especificar se ocorreram apenas na região de Kherson.

As tropas russas se retiraram de Kherson na sexta-feira após quase nove meses de ocupação.

Este é o terceiro grande revés para as forças de Moscou desde o início da invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro.

Em março, eles tiveram que desistir de Kiev e foram praticamente expulsos da região de Kharkiv (nordeste) em setembro.

AFP

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!