Sismo

Tremor de magnitude 6,3 atinge Turquia e Síria duas semanas após terremoto

Tragédia anterior deixou mais de 47 mil pessoas mortas nos dois países

Por Agências
Publicado em 20 de fevereiro de 2023 | 15:36
 
 
 
normal

A fronteira da Turquia e da Síria registrou um tremor de magnitude 6,3 nesta segunda-feira (20), apenas duas semanas após um forte terremoto deixar mais de 47 mil pessoas mortas nos dois países.

A região, localizada na placa tectônica da Anatólia, é uma das que apresenta maior atividade sísmica no mundo, e registrava uma série de tremores secundários desde o sismo do último dia 5.

O governo da Turquia registrou mais de 6.000 tremores secundários nas últimas duas semanas. Até aqui, no entanto, eles não haviam desencadeado novas cenas de destruição nos países. Desta vez, as informações iniciais mostram que o cenário pode ser outro.

Duas pessoas que estavam na região de Antakya, ao sul da Turquia, no momento do tremor disseram à agência Reuters que mais danos foram causados a edifícios. Muna Al Omar, residente local, relatou que estava com o filho de 7 anos em uma barraca improvisada. "Achei que a terra ia se abrir sob meus pés."

A polícia patrulhou Antakya enquanto ambulâncias corriam para a área atingida pelo terremoto, perto do centro da cidade. Duas pessoas desmaiaram, enquanto outras lotaram as ruas ao redor de um parque, fazendo chamadas de emergência em celulares.
Lütfü Savaş, prefeito de Hatay, província da qual Antakya é a capital, disse ter recebido notícias de pessoas presas sob escombros.

O Centro Sismológico Europeu do Mediterrâneo informou que o tremor desta segunda-feira, que também foi sentido no Egito e no Líbano, ocorreu a uma profundidade de 2 km.

Horas antes, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse em uma visita à Turquia que Washington ajudaria o país "pelo tempo que fosse necessário", já que as operações de resgate após o terremoto estavam diminuindo, e os esforços, sendo direcionados para abrigar quem perdeu suas casas e para trabalhos de reconstrução.

A assistência humanitária dos EUA para apoiar a resposta ao terremoto na Turquia e na Síria chegou a US$ 185 milhões, informou o Departamento de Estado.

De acordo com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, as obras de reconstrução de quase 200 mil apartamentos em 11 províncias do país atingidas pelo terremoto começarão no próximo mês. Ao todo, cerca de 385 mil apartamentos foram destruídos ou gravemente danificados.

(Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!