PEDE PASSAGEM?

América: vice-artilheiro na temporada, Fabinho analisa condição de reserva

Jogador, que divide posto de segundo maior goleador no ano com Alê, ainda soma uma assistência

Por Leandro Colombo
Publicado em 14 de maio de 2024 | 16:14
 
 
 
normal

O atacante Fabinho, contratado nesta temporada pelo América, é o vice-artilheiro da equipe em 2024, com três gols. Ele divide o posto de segundo maior goleador no ano com o meio-campista Alê e ainda soma uma assistência. São, portanto, quatro participações em gols nos 12 jogos que soma com a camisa do Coelho. Apesar dos números positivos, Fabinho é reserva no momento.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (14), o jogador comentou sobre a condição de suplente frente às estatísticas pessoais na temporada. Fabinho se esquivou de analisar a situação individualmente e disse que importa mais ajudar o América coletivamente. Frisou também que cabe ao técnico Cauan de Almeida definir os titulares e os reservas.

“Acredito que o mais importante é quando a gente entra em campo e consegue ajudar a equipe. O América tem excelentes jogadores, de muita qualidade. Essa decisão [de ser ou não titular] fica na mão do treinador. O importante, mesmo, é quando a gente chega dentro de campo, começando de titular ou entrando no decorrer dos jogos, e consegue dar 100%, fazendo de tudo para vencer os jogos”, disse.

Nos últimos dois jogos, contra Chapecoense e Vila Nova, respectivamente, Fabinho participou e praticamente repetiu o roteiro. Em ambas as partidas, ele entrou no segundo tempo, no lugar de Felipe Azevedo, e marcou gol. Contra a Chape, porém, Fabinho balançou as redes projetado no lado esquerdo do campo, enquanto diante do Vila anotou o tento ao iniciar uma jogada pela direita.

Ao ser perguntado sobre o lado preferido para atuar, Fabinho revelou que a escolha varia conforme as conversas com o técnico Cauan. Afirmou ainda que, apesar de ser canhoto, tem facilidade para conduzir a bola com as duas pernas, o que pode facilitar a adaptação aos dois setores. 

“Quando cheguei, tive essa conversa sobre os lados com o Cauan. Acredito que consigo desenvolver bem em qualquer lado e até como centroavante. Isso a gente conversa durante a semana. Tenho também a facilidade de usar as duas pernas, o que facilita um pouco. Mas, onde o time estiver precisando de mim, pode ter certeza que estarei lá, afirmou.

América x Mirassol

Fabinho também analisou o duelo contra o Mirassol, nesta quarta-feira (15), às 19h, no Independência, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O duelo é direto por vaga no G-4, já que o Coelho é o quarto colocado, com oito pontos, enquanto o Leão, com apenas um ponto a menos, ocupa a sétima posição. 

“Estamos nos preparando como se fosse mais um jogo da Série B. Lógico, sabemos da qualidade do Mirassol, que também gosta da posse de bola, que tem um jogo curto muito bom. Analisamos os pontos fortes deles e também os fracos, que a gente pode explorar. Trabalhamos para, amanhã, colocar em prática. Tomara que saiamos de campo com mais uma vitória”, finalizou.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!