Diretor do Galo

Árbitro de Corinthians x Atlético cita em súmula crítica de Victor; confira

Além do diretor de futebol do Galo, dois dirigentes do clube paulista foram mencionados por reclamação

Por Matheus Oliveira
Publicado em 15 de abril de 2024 | 16:20
 
 
 
normal

O diretor de futebol do Atlético, Victor Bagy, e dois dirigentes do Corinthians foram citados pelo árbitro Yuri Elino Ferreira da Cruz na súmula do jogo desse domingo (14/04) entre os alvinegros. Galo e Timão empataram por 0 a 0 na Neo Química Arena, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

O duelo foi marcado por lances polêmicos que favoreceram os paulistas. Um deles, a expulsão do volante Battaglia, do Atlético, após dois cartões amarelos na etapa inicial, sendo o primeiro com poucos segundos de bola rolando. Outro momento de reclamação dos atleticanos foi a não expulsão do lateral-direito Fagner, do Corinthians, que solou o joelho do meia Zaracho aos 32 minutos de confronto.

"Informo que, no intervalo da partida, no acesso ao vestiário da arbitragem, o sr. Victor Bagy, diretor da equipe visitante, veio em minha direção e proferiu as seguintes palavras de forma agressiva: 'Você conseguiu o que queria, estragou o jogo!'", relatou Yuri.

Ao fim do duelo, segundo o árbitro, a reclamação foi do presidente do Corinthians, Augusto Melo, e o diretor de futebol do clube, Rubão. "Informo que, ao final da partida, quando me dirigia ao vestiário da arbitragem, na porta de acesso ao mesmo, o sr. Augusto Melo, presidente da equipe mandante, proferiu as seguintes palavras: 'Você não deveria mais apitar aqui'. E o sr. Rubens Gomes, diretor da equipe mandante, proferiu de forma agressiva as seguintes palavras: 'Você é horroroso!'", afirmou Yuri.

'Quente' desde o início, o jogo terminou com 15 cartões amarelos, sendo 13 para jogadores. Também foram advertidos um dos auxiliares técnicos do Galo, Leandro Ávila, e o treinador do Corinthians, António Oliveira, que ainda foi expulso por reclamação.

Risco de punição

Os dirigentes podem ser denunciados pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata do desrespeito a membros da equipe de arbitragem. A pena é de suspensão de 15 a 180 dias.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!