Thiago Nogueira
@superfcoficial
09/10/19
06h30

Pior do Brasileirão

Hoje tem gol do... adversário: Galo tomou gol em 20 das 23 rodadas

Mesmo sem ter a pior defesa, Atlético só ficou três jogos sem sofrer gols na competição nacional

Galo não tem as piores defesas do campeonato, mas levou gol em quase todos os jogos — Foto: Flavio Tavares / O Tempo
Thiago Nogueira | @superfcoficial
09/10/19 - 06h30

Os últimos jogos do Atlético dão uma certeza ao torcedor: o time vai sofrer gols. Foi assim nas últimas dez rodadas do Campeonato Brasileiro e nas partidas pelas quartas de final e pela semifinal da Copa Sul-Americana contra La Equidad-COL e Colón-ARG, respectivamente. Desde o clássico contra o Cruzeiro, no dia 17 de agosto, o Galo não passa 90 minutos sem ser vazado.

A equipe alvinegra sofreu ao menos um gol em 20 dos 23 jogos do Brasileirão. O Atlético só não buscou a bola nas redes na goleada de 4 a 0 sobre o CSA, na sétima rodada, e nos duelos seguidos contra Goiás (0 a 0, na 11ª rodada) e Cruzeiro (2 a 0, na 12ª rodada). Esse dilema faz do Galo o time que menos rodadas passou sem tomar gols, atrás até de equipes que lutam contra o rebaixamento, como Chapecoense, Fortaleza, Vasco e Fluminense.

Veja abaixo quantas rodadas cada equipe passou sem tomar gols:

Essa sina atleticana de dez jogos seguidos tomando gols, que dura desde a 14ª rodada, só teve momento semelhante vivido pela Chape, que ficou entre a segunda e a 11ª rodada tomando pelo menos um gol. Apesar de levar gols quase todas as partidas, o Atlético, que sofreu 28 em toda a competição, não está entre as piores defesas do campeonato. Há oito equipes com números piores.

Contra o Palmeiras, no último domingo, o técnico Rodrigo Santana optou por uma formação mais conservadora, com três zagueiro em uma linha de cinco defensores, o que deu mais solidez para a equipe. O time, que vencia por 1 a 0, segurou o resultado até 37 minutos do segundo tempo, quando levou o empate. Contra o Flamengo, amanhã, às 20h, no Rio de Janeiro, o treinador vai repetir o esquema.

“Foi surpreendente, pelo pouco tempo para treinar que tivemos. Não é fácil ir a São Paulo e defender 90 minutos. Estou muito satisfeito e espero treinar mais para ficar mais eficiente. A ideia é manter esse sistema seguro e usar o contra-ataque”, destacou o técnico alvinegro.

Confirmado como titular para o jogo contra o líder, o goleiro Wilson, que jogará no lugar de Cleiton, que está servindo a seleção olímpica, ressalta que é importante os jogadores fazerem o que o treinador pede para a estratégia dar certo. “Não tem esquema perfeito se o jogador não quiser fazer, não tiver vontade. O importante é a entrega do time, entender o que ele quer e todo mundo se ajudar dentro de campo”, ponderou o jogador, que veio do Coritiba.

Após uma queda de rendimento, propiciada por uma sequência de seis derrotas seguidas, o Atlético despencou na tabela do Campeonato Brasileiro e caiu para o 11º lugar, hoje, com 31 pontos. A título de comparação, o Corinthians, que saiu 13 vezes de campo em 23 jogos sem sofrer gols ocupa atualmente a quarta colocação, com 42 pontos.

 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000