Daniel Ottoni
@superfcoficial
16/10/19
10h53

Gigante da Pampulha

Final da Libertadores 2020 no Mineirão? Pontos contra e a favor do estádio

Decisão sai nesta quinta-feira e briga é pesada com alguns dos estádios mais emblemáticos do continente

BELO HORIZONTE/ MINAS GERAIS / BRASIL (10.11.2013) - Vista geral do Mineirao durante a partida entre Cruzeiro e Gremio, valida pela 33» rodada do Campeonato Brasileiro, no estadio Mineirao, em Belo Horizonte (MG). Foto: Juliana Flister / Agencia i7 — Foto: Juliana Flister
Daniel Ottoni | @superfcoficial
16/10/19 - 10h53

O Mineirão entrou na briga para sediar a final da Libertadores em 2020, programada para acontecer no dia 21 de novembro. A concorrência do Gigante da Pampulha é pesada. Também se candidataram rivais de alto nível, como o Estádio Mario Kempes, em Córdoba (ARG), o Estádio Nacional, em Lima (PER), além de cinco brasileiros: Arena do Grêmio, Maracanã, Beira-Rio, Morumbi e Arena Corinthians. Alguns fatores contam a favor e contra o estádio de Belo Horizonte (veja lista abaixo). O estádio também já havia se candidato para receber a final de 2019. No dia 12 de setembro, o SuperFC trouxe a informação de que o Mineirão dificilmente ganharia a concorrência, com o estádio carioca estando entre o favorito para ser escolhido. 

A decisão sairá em reunião nesta quinta-feira por meio de decisão de equipe multidisciplinar composta por assessores de diversas áreas, junto à diretoria da entidade. A visão, o conceito e o legado da proposta serão fundamentais na escolha, assim como as características técnicas do estádio, campos de treinamento, segurança, mobilidade, alojamento, além de aspectos sociais, políticos, socioambientais e comerciais da cidade. Em 2019, a final dos dois maiores torneios de futebol do continente sul-americano será em jogo único, assim como já acontece na Europa há muitos anos. 

Para receber a final da Sul-Americana, o estádio argentino Mario Kempes e o peruano Nacional também entraram na briga, assim como o hermano Estádio Unico, em La Plata e o Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Pontos contra

Acesso: ao contrário de outros estádios, o Mineirão não tem uma estação de metrô próxima. As únicas alternativas para se chegar ao estádio são por meio de ônibus e carro, aumentando o tempo de deslocamento, chegada e saída, principalmente em dias de jogos com grandes públicos.

Logística: cidade tem poucos voos internacionais saindo e chegando de cidades da América do Sul.

Peso da concorrência: estádios de grande tradição, como Maracanã, parecem que saíram na frente antes mesmo da disputa começar, tanto pela mística como por ser um dos principais destinos do planeta.

Pontos a favor:

Estádio já recebeu grandes decisões, como semifinal de Copa do Mundo e finais de Copa Libertadores.

Tropeiro: somente no Gigante da Pampulha os torcedores terão a oportunidade de conhecer o famoso 'tropeiro', uma das maiores iguarias gastronômicas de Minas Gerais.

Estrutura: estádio conta com tudo que equipe de alto nível precisa para ser bem recebida e se preparar de forma adequada para uma partida internacional, assim como fornece condições favoráveis de trabalho para imprensa e outros profissionais.

Esplanada: o amplo espaço do lado de fora do estádio é uma deixa para ser aproveitado para diversos tipos de ações envolvendo torcida e patrocinadores.

CT´s: os centros de treinamento de Atlético e Cruzeiro estão entre os mais modernos do país, já tendo sido usados e elogiados por seleções internacionais que passaram por Belo Horizonte

 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000