Folhapress
@otempo
05/08/21
08h32

Favoritos

Estados Unidos reagem, vencem Austrália e vão à final no basquete masculino

O time norte-americano conquistou o ouro em seis das últimas sete edições dos Jogos, e só não subiu ao degrau mais alto do pódio em Atenas-2004

Folhapress | @otempo
05/08/21 - 08h32

Os Estados Unidos venceram a Austrália por 97 a 78 nesta quinta-feira (5), mostrando poder de reação, e avançaram à final do basquete masculino nas Olimpíadas de Tóquio-2020, buscando o quarto título seguido.

O cestinha do jogo foi Kevin Durant, que anotou 23 pontos e nove rebotes. Foi seu terceiro jogo seguido de pelo menos 23 pontos, e ele se torna o primeiro jogador do país a marcar mais de 400 pontos nos Jogos Olímpicos.

Outros destaques dos EUA na partida foram Devin Booker (20 pontos), Jrue Holiday (11 pontos, oito rebotes e oito assistências) e Khris Middleton (11 pontos). A Austrália teve três jogadores pontuando em dois dígitos: Patty Mills (15 pontos, além de oito assistências), Dante Exum (14) e Jock Landale (11).

A final será disputada no sábado, às 23h30 (de Brasília). Será a quarta consecutiva para os Estados Unidos, que são os atuais tricampeões olímpicos. O time norte-americano conquistou o ouro em seis das últimas sete edições dos Jogos, e só não subiu ao degrau mais alto do pódio em Atenas-2004, quando conquistou o bronze. Se voltarem a triunfar em Tóquio, os EUA serão campeões olímpicos pela 16ª vez na história.

A SEMIFINAL

Os australianos começaram a partida com muita agressividade, dominando o perímetro. Foram cinco acertos em sete tentativas para 3 pontos, com Joe Ingles e Patty Mills liderando o time. A Austrália também mostrou com uma defesa muito consistente, não dando espaço para os astros adversários Kevin Durant e Damian Lillard e abrindo 24 a 18 com autoridade.

No segundo quarto, a Austrália chegou a abrir 41 a 26 em uma sequência de bolas de três e infiltrações lideradas por Mills. Mas o técnico Gregg Popovich pediu tempo com 5m23s no cronômetro, e a partida mudou depois disso. O gás australiano pareceu acabar, e os Estados Unidos conseguiram começaram a encostar no placar a partir do momento em que converteram sua primeira bola de três com Devin Booker, o que reduziu a vantagem australiana para dez pontos. Apostando em contra-ataques, os norte-americanos diminuíram a vantagem para 42 a 45 antes do intervalo.

A terceira etapa foi dominada pelos EUA. Com infiltrações e boas jogadas de Booker, Durant e Zach Lavine, os Estados Unidos conseguiram abrir 70 a 55, fazendo até então sua maior vantagem na partida. Os australianos não conseguiram mais se recuperar e viram o quarto acabar em 74 a 55.

Na reta final, os Estados Unidos apenas administraram a vantagem adquirida no quarto anterior e continuaram dominando em ataque e defesa, conseguindo impedir a efetividade australiana no perímetro vista nos primeiros quartos. Vencendo por 97 a 78, os norte-americanos vão à final das Olimpíadas despachando a Austrália, que agora jogam pelo bronze.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000