Da Redação
@SuperFCoficial
14/11/19
17h00

Justiça Desportiva

Raposa e Galo serão julgados pelas confusões e injúria racial no clássico

Se condenado, Cruzeiro pode pagar multa de R$ 100 a R$ 100 mil e perder de um a dez mandos de campo; já o Atlético corre o risco de ser multado

Da Redação | @SuperFCoficial
14/11/19 - 17h00

As confusões ocorridas no clássico entre Cruzeiro e Atlético do último domingo serão julgadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na próxima quinta-feira (21).

Conforme divulgou o órgão na tarde desta quinta-feira, a Raposa responderá pela confusão e a desordem que tomaram conta do Mineirão, enquanto o Galo pode ser punido tanto pela bagunça quanto pela injúria racial proferida pelo torcedor Adrierre Siqueira da Silva contra o segurança Fábio Coutinho.

Se condenado, o Cruzeiro pode pagar multa de R$ 100 a 100 mil e ser punido com perda de mando de campo de uma a dez partidas. Já o Atlético, pode ser multado de R$ 100 a R$ 100 mil.

O Cruzeiro foi denunciado nos artigos 211 e 213

Art. 211. Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização. PENA: multa, de R$ 100 a R$ 100 mil, e interdição do local, quando for o caso, até a satisfação das exigências que constem da decisão.

Art. 213. Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: I - desordens em sua praça de desporto. PENA: multa, de R$ 100 a R$ 100 mil.

Parágrafo 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas,  quando participante da competição oficial.

Parágrafo 2º Caso a desordem, invasão ou lançamento de objeto seja feito pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis, mas somente quando comprovado que também contribuíram para o fato.

O Atlético foi denunciado nos artigos 213 e 243-G  

Art. 243-G. Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência. PENA: multa, de R$ 100 a R$ 100 mil. 

Art. 213, inciso I, parágrafos 1º e 2º Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: I - desordens em sua praça de desporto. PENA: multa, de R$ 100 a R$ 100 mil. 

Parágrafo 1º Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas,  quando participante da competição oficial.

Parágrafo 2º Caso a desordem, invasão ou lançamento de objeto seja feito pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis, mas somente quando comprovado que também contribuíram para o fato.

 

*Atualizada às 17h11

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000