Alto Caiçaras

Servidora detalha flagra da vacinação às escondidas de empresários em BH

Imagens mostram a movimentação em um pátio da empresa na noite de terça-feira, 23 de março

Por Gabriel Rodrigues, Letícia Fontes e Laura Maria
Publicado em 25 de março de 2021 | 15:26
 
 
 

Uma servidora municipal da Saúde de Belo Horizonte flagrou, em vídeo, pessoas que estariam sendo vacinadas em uma garagem da Saritur, no bairro Alto dos Caiçaras, na região Noroeste de Belo Horizonte.

Segundo ela, as imagens são do momento em que supostamente empresários e políticos recebem uma dose da vacina contra Covid-19, o que está sendo investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF-MG). A assessoria da viação Saritur nega que a garagem pertença à empresa.

“As imagens foram registradas no fundo da casa de uma amiga, por volta das 20h30 dessa terça-feira (23). Ela me chamou me perguntando se estava havendo vacinação à noite, para jovens e crianças e eu disse que não. Ela disse para eu então correr lá porque estava acontecendo alguma coisa estranha. Fomos ver as imagens, gravamos, e realmente era a configuração de uma vacinação”, diz a servidora.  

 

Ela chegou a acionar a Polícia Militar na mesma noite. Segundo o Boletim de Ocorrência, os policiais chegaram à garagem por volta das 21h45 e duas pessoas identificadas como seguranças afirmaram que diretores da empresa haviam se reunido no local mais cedo e já partido. Após essa conversa, a própria denunciante teria se aproximado dos militares e relatado os detalhes do caso. 

“Ela nos informou que, de um local privilegiado, juntamente com outras pessoas, filmou e visualizou que, no pátio desta empresa, havia aproximadamente 25 veículos com seus respectivos condutores e passageiros sendo vacinados por uma mulher trajando um jaleco de cor branca e que também havia crianças sendo vacinadas”, diz o relato registrado na ocorrência. 

Membros da Guarda Municipal, da fiscalização de Atividade Urbana e Controle Ambiental e da Vigilância Sanitária teriam comparecido ao local para observar o interior da empresa e não teriam constatado nenhuma anormalidade. 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel) recebeu o relato da trabalhadora da Saúde e diz ter encaminhado a denúncia ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e ao Conselho Municipal de Saúde.

Segundo o site da Coordenadas e da Companhia Atual de Transportes, elas funcionam no endereço registrado no BO da Polícia Militar. O mesmo site afirma que elas são do Grupo Saritur e o telefone fornecido (0800 0398846) direciona, entre outras opções, à Saritur. Imagens de veículos de televisão em frente ao local nesta quinta-feira exibiram pessoas com uniformes com o nome da Saritur estampado. A empresa nega, porém, que tenha conhecimento de quem opera no local.

O caso 

Nessa quarta-feira, uma reportagem da revista "Piauí" revelou que empresários e políticos mineiros tomaram a vacina contra Covid-19 às escondidas. A reportagem cita que os irmãos Robson e Rômulo Lessa, donos da Saritur, teriam organizado a vacinação com o imunizante da Pfizer.

Em nota, o grupo empresarial Saritur afirmou que os nomes citados na reportagem da revista não fazem parte de seu corpo societário. "O assunto tratado na matéria é de total desconhecimento da Diretoria da empresa", diz o comunicado.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu, em reunião com a Comissão Temporária da Covid-19, nesta manhã, que empresas que comprem vacinas e as doem ao SUS recebam isenção de impostos, mas lembrou que a suposta ação dos empresários em Minas é irregular. “Nossos empresários têm capacidade de ir lá fora e comprar sobras de vacinas. Dizem até que um grupo de empresários em Minas conseguiu ir lá fora e comprar, e já se vacinaram também. Quer dizer, por enquanto isso é ilegal; agora, se a gente permitir que isso seja feito de forma legal e que eles façam doações, aí sim você pode dar uma isenção para as doações que eles fizerem”, disse, segundo a Agência Senado.

Esta matéria foi atualizada às 16h10.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!