Investigação

Pastor teria sido morto por dois, dos 55 filhos, após ter traído Flordelis

Deputada disse que a hipótese de que um dos filhos tenha sido o autor do crime é “ridícula”

Seg, 17/06/19 - 21h32
Carmo e a mulher voltavam de um evento de confraternização e teriam sido seguidos até em casa

Dois filhos do casal formado pelo pastor Anderson do Carmo de Souza e pela deputada federal Flordelis (PSD) são suspeitos de ter assassinado o pai com 30 tiros. Uma das linhas de investigação é que os filhos teriam cometido o crime após decobrirem que o homem teria traído a parlamentar

Enquanto acontecia o enterro do pai, nesta segunda-feira (17), a Polícia Militar prendeu um dos suspeitos, filho biológico apenas de Flordelis. Ele tinha um mandado de prisão por violência doméstica e foi levado para a Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro. As informações são do site G1.

O outro filho do casal, este adotado, foi preso e transferido para unidade do Degase depois de ter sido encontrado na casa onde o pastor foi morto. Ele teria envolvimento com tráfico de drogas. Ao todo, o casal registrou 55 filho, sendo a maioria deles adotado.

Flordelis defende filhos

A deputada disse que a hipótese de que um dos filhos tenha sido o autor do crime é “ridícula”. “Isso é ridículo, acusar alguém sem provas”. Segundo ela, o marido pode ter sido morto em uma tentativa de assalto. “É nisso que eu acredito, que foi um assalto, e que ele morreu defendendo a família”, falou a deputada durante a cerimônia fúnebre.

O crime

O marido de Flordelis foi morto a tiros na madrugada do último domingo (16) em Niterói, região metropolitana do Rio. Segundo a Polícia Militar, o pastor foi executado por volta das 4h, com diversos tiros, após chegar em sua residência no bairro Pendotiba.

De acordo com a PM, Souza chegou a ser socorrido para o Hospital Niterói D'Or, no bairro Santa Rosa, mas não resistiu aos ferimentos.

Por volta das 9h30, uma equipe da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) realizou perícia no local do crime. 

A ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, lamentou o caso em sua conta no Twitter.

"Estou profundamente abalada com a notícia do assassino do meu querido amigo e pastor Anderson Carmo, esposo da minha também amiga deputada @Flordelismk. Uma pessoa ímpar, exemplo para tanta gente. Pai de 56 filhos, a maioria adotivos", escreveu Damares. (Com Estadão Conteúdo)

Podcasts Relacionados

(4) comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Vanin 11:57 AM Jun 18, 2019
Antes cantava-se "Rio 40º". Agora pode-se mudar para Rio 1000º.
0
Denunciar

Vanin 11:56 AM Jun 18, 2019
O convencimento da nobre deputada, de que seria um assalto, levanta suspeição sobre a mesma, pois as razões de assassinato são óbvias: muitos tiros, cães dopados, possível traição, um dos filhos mexe com drogas e nada roubado. O que não se passa na "cachola" de cada um !?
0
Denunciar

Sergio Augusto 6:55 AM Jun 18, 2019
Eu pergunto: vale a pena colocar monstros dentro de casa? Do que valeu pra esse casal isso? Um mamdato de deputado federal? A intensao foi boa mas tenho certeza de que nao valeu a pena.
19
Denunciar

antonio sabata 1:04 AM Jun 18, 2019
está convencida que foi assalto,digam pra ela que em assaltos os criminosos dá no máximo 4 tiros 15 tiros é queima de arquivo ou execução.
0
Denunciar

Leia mais
LEIA MAIS
Em São Paulo
Educação
TJMG
Inquérito
No Rio de Janeiro
'Terroristas'
Pernambuco
Medida
Saúde
São Paulo