CONFLITO

UE considera 'inaceitáveis' as ordens de evacuação de civis de Rafah

Exército israelense havia ordenado anteriormente que os palestinos deixassem mais áreas do leste da cidade ao sul da Faixa de Gaza

Por Agências
Publicado em 11 de maio de 2024 | 15:43
 
 
 

As ordens israelenses para evacuar civis em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, são "inaceitáveis" para a União Europeia (UE), declarou neste sábado (11) o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

O exército israelense havia ordenado anteriormente que os palestinos deixassem mais áreas do leste de Rafah, cidade no extremo sul do território palestino onde se concentraram cerca de 1,4 milhão de pessoas.

"As ordens de evacuação de civis presos em Rafah para áreas inseguras são inaceitáveis", escreveu no X Michel, que preside o órgão da UE encarregado de definir as grandes diretrizes e prioridades políticas do bloco.

"Pedimos ao governo israelense que respeite o direito internacional humanitário e instamos que não empreenda nenhuma operação terrestre em Rafah", acrescentou.

Michel também apontou que "as passagens fronteiriças devem funcionar plenamente e permitir a passagem de ajuda humanitária essencial em meio a uma fome generalizada" e pediu que os esforços para alcançar um cessar-fogo duradouro continuem. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!