tragédia

Acidente com vários trens deixa ao menos 120 mortos e 850 feridos na Índia

Acidente teria acontecido entre dois trens de passageiros e um de carga

Por Agências
Publicado em 02 de junho de 2023 | 18:29
 
 
 
normal

Pelo menos 120 pessoas morreram e mais de 850 ficaram feridas em um acidente ferroviário envolvendo vários trens no estado de Odisha, no leste da Índia — informou uma autoridade local neste sábado (3, noite de sexta em Brasília).

Testemunhas e autoridades locais contaram aos meios de comunicação que o trem de passageiros Coromandel Express e um trem de carga colidiram perto de Balasore, a cerca de 200 quilômetros da capital do estado, Bhubaneswar.

Um segundo trem de passageiros também se envolveu no acidente, segundo o secretário-chefe (cargo equivalente ao de governador estadual) de Odisha, Pradeep Jena. "Cerca de 850 pessoas feridas foram enviadas para hospitais e pelo menos 80 mortes foram confirmadas até agora", declarou à AFP Pradeep Jena.

Um dirigente da polícia de Balasore explicou à AFP que muitos feridos se encontravam em estado grave, mas que, por ora, não havia mais informações. Muitos passageiros ainda podem estar presos sob os vagões.

Um sobrevivente afirmou aos repórteres de uma televisão local que estava dormindo quando ocorreu o acidente e que, quando acordou, viu-se preso entre uma dezena de passageiros. Conseguiu sair se arrastando, e ficou ferido no pescoço e no braço. 

Outra emissora de televisão exibiu imagens de um vagão virado e de pessoas que tentavam retirar as vítimas. Amitabh Sharma, diretor-executivo da Indian Railways, disse à AFP que dois trens de passageiros "estão envolvidos no acidente" e que o "terceiro trem, que estava estacionado no local, também".

Os socorristas tentam retirar os corpos que estão presos entre os vagões, e teme-se que o balanço de mortes se agrave.

"É difícil para nós estabelecer com exatidão neste momento os números de vítimas e feridos", acrescentou Sharma, mas acredita-se que muitos dos passageiros ainda estão presos.

Anil Kumar Mohanty, médico de Balasore, explicou à AFP que "médicos e auxiliares" fora enviados ao local do acidente. 

Mais de 70 ambulâncias

"Esperamos que as operações de resgate continuem pelo menos até amanhã [sábado] pela manhã. De nossa parte, preparamos todos os grandes hospitais públicos e privados, perto do local do acidente, na capital estadual, para atender os feridos", ressaltou SK Panda, porta-voz das autoridades estaduais.

Ele acrescentou que "75 ambulâncias" foram enviadas ao local e que também foram enviados "muitos ônibus" para transportar os passageiros feridos e os sobreviventes.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, disse que estava "angustiado" pelo acidente.

O ministro de Ferrovias, Ashwini Vaishnaw, declarou que estava a caminho do local da catástrofe e destacou que "a força aérea" também foi mobilizada.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!