Terror

Ataque a faca em igreja deixa um morto na Espanha; polícia investiga terrorismo

Um sacristão foi morto a facadas e várias pessoas ficaram feridas, incluindo um sacerdote

Por Agências
Publicado em 25 de janeiro de 2023 | 18:56
 
 
 

Um sacristão foi morto a facadas e várias pessoas ficaram feridas, incluindo um sacerdote, em um ataque executado nesta quarta-feira (25) em uma igreja de Algeciras, na Andaluzia, sul da Espanha, investigado como ato suspeito de "terrorismo", informaram a polícia e a justiça à AFP. A investigação está a cargo de um juiz da Audiência Nacional, instância responsável pelos casos de terrorismo, informou o Ministério Público espanhol. Uma fonte policial informou que o morto era o sacristão de uma igreja e entre os feridos estava o sacerdote.

"Pouco antes das 20h, uma pessoa executou um ataque com arma branca", informou o MP em nota. "O ataque ocorreu na Igreja de San Isidro", em Algeciras, na província de Cádiz, deixando "um ferido grave, enquanto a pessoa que morreu foi (assassinada) no exterior" do templo, acrescentou a pasta.

"O agressor foi detido e está sob custódia da Polícia Nacional", prosseguiu. Uma fonte da polícia informou à AFP que o agressor vestia uma jelaba, traje tradicional árabe, e "gritou alguma coisa" no momento do ataque. Segundo a imprensa local, baseada em relatos de testemunhas oculares, o agressor estava armado com um facão com o qual matou o sacristão.

O presidente do governo andaluz, Juan Manuel Moreno, descreveu o ataque como "terrível e devastador". "Assassinaram um sacristão e feriram, pelo menos, outro sacerdote em um ataque ocorrido em Algeciras", explicou, antes de pedir que se evite tirar conclusões precipitadas e adotar reações intempestivas. "Prudência, os fatos estão sendo investigados", recomendou. (Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!